Novo Carro Elétrico Volkswagen a Hidrogénio

A Volkswagen registou uma patente de um nova pilha de combustível mais económica. Esta permitirá a um carro elétrico a hidrogénio da marca percorrer cerca de 2000 quilómetros com apenas um depósito.

O carro elétrico a hidrogénio da Volkswagen

Nova pilha de combustível da Volkswagen é mais barata e oferece grande autonomia

Nos últimos anos, grandes executivos da Volkswagen têm assumida uma postura cética em relação ao hidrogénio, apontando o carro elétrico como o futuro.

No entanto, parece que a marca alemã está afinal atenta a este mercado. Recentemente, aliou-se à Kraftwerk para desenvolver novas tecnologias nesta área.

Fruto dessa cooperação, foi agora registada uma patente por ambas as empresas de uma pilha de combustível que promete ser mais barata e ter uma grande eficiência.

Como funciona esta nova pilha de combustível?

Enquanto as baterias dos carros elétricos gastam a bateria armazenada, as células de combustível dos veículos a hidrogénio podem produzir a sua própria energia.

Estas armazenam o hidrogénio na forma de gás num tanque da alta pressão (ou a temperaturas muito baixas caso seja líquido). Depois, a célula de combustível converte o hidrogénio em eletricidade através do uso de um cátodo e de um ânodo.

O Hidrogénio (H2) entra pelo ânodo e passa por uma membrana eletrolítica que o divide em um protão (H+) e um eletrão (e-).

Depois, um eletrólito guia-os por caminhos diferentes. O eletrão passa por um circuito externo para criar um fluxo de eletricidade e para fazer o motor trabalhar. Já os protões passam para o cátodo onde se unem com oxigénio e com o eletrão para produzir água e calor.

Novo carro elétrico com tecnologia célula de combustível a hidrogénio da Volkswagen apresentará autonomia de 2000km

Neste processo, surge a inovação da Kraftwerk e da Volkswagen que utilizam uma membrana de cerâmica, em vez da habitual solução de plástico de outros fabricantes.

Como explicado por Sascha Kühn, CEO da Kraftwerk, ao Business Insider, “a grande vantagem desta solução é que pode produzir-se de forma muito mais económica que as pilhas de combustível de polímero. Além disso não utilizam nenhum tipo de platina”, um metal precioso que eleva o custo das restantes soluções.

Esta novo sistema aproxima-se assim a uma bateria em estado sólido, uma vez que têm basicamente o mesmo número de eletrólitos e uma estrutura muito similar.

A grande diferença está no facto das baterias em estado sólido armazenarem energia num material compacto. Já esta pilha de combustível utiliza o hidrogénio em gás para esta tarefa.

Menor custo produção e maior autonomia

A nova pilha de combustível torna-se assim uma excelente alternativa aos modelos atuais. Além de não congelar no inverno nem secar no verão (não necessitando de ser humedecida), gera ainda calor que pode ser utilizado na climatização do veículo.

A isto soma-se o facto de ser bastante eficiente, uma vez que irá oferecer aos condutores uma autonomia de 2000 quilómetros só com um depósito. Este é assim um valor superior a um carro elétrico ou a combustível.

Quando chega esta nova versão elétrica da Volkswagen?

Embora tenha sido desenvolvida em conjunto com a Volkswagen, a Kraftwerk assegurou que esta não será uma tecnologia exclusiva da fabricante alemã e pretende que seja integrada por outros fabricantes.

Nova pilha de combustível deverá ser implementada em veículos elétricos a partir de 2026

Segundo os planos da marca, espera-se que esta tecnologia seja aplicada em veículos de produção em série já a partir de 2026, com produção de pelo menos 10 mil unidades por cada série e distribuídas por vários fabricantes.

Vídeo – Como funciona a célula de combustível a Hidrogénio?

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

1 COMENTÁRIO

  1. Pois é, ao ser comercializada esta nova tecnologia desenvolvida pela kraftwerk de certezaao chegar a Portugal vai ser taxada como carro a gpl ou seja paga IUC taxa normal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui