Revestimento nanotecnológico TECNADIS SELFCLEAN PV

Eficiência dos painéis fotovoltaicos vs revestimento nanotecnológico

A energia solar fotovoltaica é uma das fontes de energia renováveis mais simples de produzir. Mas, também é uma das menos eficientes, quando se trata de converter luz em eletricidade. Em média, o desempenho dos painéis fotovoltaicos não ultrapassa os 22%.

Perante esse fenómeno, a empresa Tecnología Navarra de Nanoprodutos, S.L. (TECNAN) e o Centro Tecnológico Lurederra desenvolveram um revestimento baseado na dispersão de nanopartículas cerâmicas, chamando-lhe TECNADIS SELFCLEAN PV.

Revestimento nanotecnológico TECNADIS SELFCLEAN PV

Revestimento nanotecnológico TECNADIS SELFCLEAN PV
Revestimento nanotecnológico TECNADIS SELFCLEAN PV

Este tratamento nanotecnológico de superfície tem a capacidade de aumentar a eficiência energética dos painéis solares em mais de 8%, bem como mantém-nos limpos e em melhores condições durante bastante tempo, com base em três propriedades:

  • Anti-Pó: Diminui a adesão de partículas de areia, terra, pó e outros agentes externos, especialmente em climas secos e áridos e, desta forma, reduz as quedas de desempenho dos painéis solares por causa da sujidade.
  • Anti-Reflexo: Reduz a refletância da radiação visível em 19% e melhora a transmitância. De acordo com o Instituto Tecnológico de Energia (ITE), este fenómeno por si só origina um aumento de rendimento médio de cerca de 3%.
  • Auto-Limpeza: O revestimento é hidrofílico, logo assim que água entra em contato com os módulos fotovoltaicos, é gerada uma fina cortina de água que ajuda na eliminação de possíveis resíduos presentes e, consequentemente, reduz as perdas associadas às “sombras” dos painéis por causa da sujidade.

A manutenção da coluna é muito mais simples e, acima de tudo, menos dispendiosa, fruto das propriedades de auto-limpeza e anti-pó. O resultado desses efeitos é facilmente demonstrado nas imagens abaixo:

Comparação - Com e Sem Revestimento nanotecnológico TECNADIS SELFCLEAN PV
Comparação – Painéis Solares com e sem Revestimento nanotecnológico TECNADIS SELFCLEAN PV

Estas imagens foram capturadas a 6 de fevereiro de 2021 em Valência, após um fenómeno meteorológico constituído por uma massa de ar com uma grande quantidade de poeira suspensa e, seguidamente, por uma leve chuva.

Na imagem do lado esquerdo consta-se que não foi revestida e encontra-se cheia de poeira, enquanto a imagem do lado direito nota-se que a superfície foi limpa.

Logo, podemos concluir que o comportamento de módulos fotovoltaicos não revestido e revestidos é completamente diferente. A aplicação do TECNADIS SELFCELAN PV promete economizar em qualquer painel fotovoltaicos graças às suas propriedades: anti-reflexo, anti-pó e auto-limpeza.

Homologação e testes

O TECNADIS SELFCLEAN PV foi testado sob o padrão UNE-EN 61215, regulamento específico para homologação de painéis fotovoltaicos para utilização terrestre adequada para operação a longo prazo em ambientes externos.

Perante esta regra, podemos dizer que o revestimento nanotecnológico mantém a sua funcionalidade, após os testes de envelhecimento acelerado com base no teste ultravioleta (a 96Kwh / m2) e teste de ciclo térmico (52 ciclos entre -40C e 85oC, com uma atmosfera de 85% de humidade relativa) e, certifica-se de que é um revestimento altamente durável.

Além disso, este produto inovador também foi testado em diferentes instalações de autoconsumo de tamanho médio e industriais, tal como em parques solares, com o intuito de quantificar com precisão a sua eficiência a curto e médio prazo.

Um exemplo desses testes é o realizado na instalação fotovoltaica para o autoconsumo da FRINAVARRA na fábrica de Milagro (Navarra) que se encontra em funcionamento desde fevereiro de 2020. O estudo pretendia demonstrar os dados de produção fotovoltaica de maio a agosto desse mesmo ano, avaliando as diferenças entre as áreas limpas, sujas e, por fim, tratadas com o revestimento nanotecnológico.

Como conclusão, a partir dos resultados obtidos nesta análise, pode-se determinar que após 4 meses, os módulos tratados com TECNADIS SELFCLEAN PV aumentaram a produção substancialmente, especificamente mais de 8% em relação ao padrão (em que não foi realizada nenhuma ação) e mais de 3% na área que foi apenas limpa.

Como aplicar o revestimento nanotecnológico

A TECNADIS SELFCLEAN PV pode ser facilmente aplicada manualmente em pequenas instalações fotovoltaicas, como também pulverizada em infraestruturas maiores.

O produto é completamente incolor, por isso não altera as condições estéticas do vidro. Por sua vez, o desempenho é alto, porque para cada litro é possível aumentar a eficiência energética de cerca de 15 painéis de 2 m2 cada, ou seja, 25-30 m2/l.

Atualmente, a TECNAN já lançou este produto no mercado e encontra-se disponível tanto para profissionais como para qualquer consumidor, a partir de Selfcleanpv.

Vídeo – Tecnadis Selfclean FV

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui