Lítio

Mercado do “petróleo branco” em queda

Preço do lítio cai 30% depois da Austrália abrir 6 novas minas de lítio. Este mineral, denominado também por petróleo branco, está num mercado desajustado.

A razão é que há mais oferta do que procura no mercado, especialmente em veículos elétricos.

Preços do lítio continuam em queda

E por esse motivo, o preço do lítio tem vindo a cair nos últimos meses. Já recuou cerca de 30%, e desde a chegada dos veículos elétricos, que a indústria mineira deste mineral teve que se ajustar, pois a procura era muita e a oferta limitada para fazer face à procura de minerais para as baterias de iões de lítio para os cerca de 5 milhões de veículos elétricos.

Durante os anos em que mais se procurou este mineral, ou seja, entre 2015 e 2018, que os preços do lítio quase triplicaram. Mas agora esse valor tem vindo a cair, a ritmo descontrolado, e muito devido à abertura de 6 novas minas por parte do maior produtor de lítio do mundo, a Austrália.

A Austrália resolveu dar novas licenças de exploração de lítio devido à grande procura e pouca oferta do mineral. Estas 6 novas minas já estão a minerar lítio, tendo assim aumentado a oferta deste “petróleo branco”.

Evolução preços Lítio
Evolução preços Lítio

E por esse motivo o preço do lítio está a ser ajustado, sendo que nos últimos meses o preço já caiu 30%, sem quaisquer controlos!

A ideia da Austrália ao conceder novas licenças para minas de lítio

O objetivo da Austrália e outros produtores de lítio estavam bem definidos, mas o grande problema foi a procura por parte dos produtores de veículos elétricos.

Minas de Lítio
Minas de Lítio

 

Por exemplo, na china, o numero de veículos elétricos já não é tão elevado como antes, e as previsões atuais caíram para níveis de antes de 2017 e 2018! Ou seja, há uma menor procura por veículos elétricos do que em 2018!

No primeiro trimestre de 2019, as vendas de veículos elétricos na China, o maior mercado de elétricos mundial, crescera cerca de 90%, quando comparado com o ano anterior. Pode parecer impressionante, mas na verdade é apenas metade do crescimento da produção dos anos 2017 e 2018.

Assim, este aumento de produção de lítio irá crescer ainda nos próximos 2 anos, prevê-se u crescimento de 23%; e o Chile irá duplicar a sua produção nos próximos 4 anos.

Um claro desajuste do mercado, se bem que nos próximos anos se espera também um grande aumento no mercado dos veículos elétricos, mas apenas lá para 2025-2030. Nessa altura já o mercado das baterias iões de lítio estará preparado!

Os produtores de lítio agora terão dificuldades em vender o seu stock, e terão assim que armazenar o excesso para essa procura. O preço agora vai baixar, as empresas vão notar, mas não podem esquecer que já tiveram anos de “vacas gordas”.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui