Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos justifica a sua proposta com o aumento do custo de produção de energia, das energias renováveis e da cogeração, entre outros factores.

Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) vai propor um aumento da electricidade para as famílias em 30% já no próximo ano, avança do “Diário Económico”.

Segundo o jornal, a ERSE justifica esta proposta com o aumento do custo de produção de energia, das energias renováveis e da cogeração, da garantia de potência, assim como os custos de manutenção do equilíbrio contratual (compensações financeiras que a EDP recebe pelas barragens e pela central a carvão de Sines) ou as rendas entregues aos municípios.

Recorde-se que já a partir de 1 de Outubro, devido à subida do IVA de 6% para 23%, os consumidores vão pagar mais pela electricidade e gás natural.

.

Qual a sua opinião sobre este assunto? Existem realmente razões para um aumento de 30% no custo da electricidade?

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

3
DEIXE O SEU COMENTÁRIO

3 Comentários da discussão
0 Respostas aos comentários
0 Seguidores
 
Comentário mais ativo
Discussão mais ativa
2 Comentários dos autores
  Subscrever  
mais recente mais antigo mais votado
Notificação de
Pedro

Para quem quiser tambem poupar € e tambem o ambiente, vai pagar mais 10% de IVA na compra de material de energias renovaveis…..Porreiro pah….
Para o Albino Santos, so os cerca de 3,5€ que pagamos para a RTP a multiplicar pelos 12 meses do ano daria para pagar uma factura mensal!
Agora imagine mos 3.5€ a multiplicar por 6 milhões de clientes…..cumprimentos

Albino Santos

Em complemento do comentário anterior, aconselho todos os interessados pela eficiência energética deste País que apreciem o exemplo da Câmara Municipal de Paredes, utilizando desperdícios de madeira no aquecimento central e AQS dos centros escolares.

Quanto mais seguidores houver neste País, mais rapidamente sairemos da crise, mais ecológicos seremos, e menos pagaremos à EDP.

Parabéns à C. M. de Paredes!

Albino Santos

Claro que não!

Antes de qualquer aumento – o devido ao IVA é um caso político a resolver no próximo acto eleitoral – quero que a EDP desagregue a factura que mensalmente me envia pois, dizem os entendidos, há uma verba superior a 30% que nada tem a ver com a produção e a distribuição de energia eléctrica.

Logo, se essa parcela da factura não é devida, não há justificação para qualquer aumento.