Blue Diesel R33

Um novo biocombustível foi desenvolvido pela Volkswagen e reduz as emissões em 20%.

Afinal, o gasóleo não está morto para algumas empresas na Europa nem existe essa intenção! Existem empresas que se esforçam em desenvolver novos combustíveis que emitam menos dióxido de carbono e estejam em conformidade com as regulamentações, tornando-os amigos do ambiente. E, um excelente exemplo da vontade de desenvolver um biocombustível, é a Volkswagen.

Volkswagen desenvolve novo biocombustível, o R33 Blue Diesel

De acordo com um comunicado da empresa, a Volkswagen desenvolveu o combustível R33 Blue Diesel a partir das suas instalações em Wolfsburg, Alemanha. Este combustível foi desenvolvido em parceria com a Universidade de Coburg (Alemanha) e outros parceiros, estando disponível a partir de janeiro de 2018 pela Shell Global Solutions em cooperação com a Neste e a Tecosol.

Desta forma, a empresa alemã assegura combustíveis certificados de acordo com os padrões europeus. O R33 Blue Diesel está em conformidade com a norma DIN EN 590 diesel e com todos os critérios para ser utilizado como um combustível convencional. Por sua vez, não necessita de converter o motor.

Segundo o gestor do projeto no Departamento de Desenvolvimento da Volkswagen, Thomas Garbe “a resposta ao R33 Blue Diesel é muito encorajadora para a Volkswagen e para os seus parceiros de projeto. O R33 Blue Diesel é especialmente adequado para empresas que dependem de veículos a gasóleo por causa das suas longas gamas de combustível e nós ainda queremos atingir as metas ambientais”.

Saiba mais sobre as vantagens e desvantagens dos biocombustíveis.

R33 Blue Diesel permite alcançar as metas ambientais

Com a utilização de biocombustíveis, o novo tipo combustível permite uma redução das emissões de dióxido de carbono em, no mínimo, 20% comparativamente com o gasóleo “normal”. Afinal, o R33 Blue Diesel inclui conteúdo biológico em que cerca de 33% é exclusivamente em resíduos e materiais residuais.

Para assegurar a performance deste combustível, os funcionários da Volkswagen testaram o R33 Blue Diesel durante 9 meses na fábrica da Salzgitter, enchendo os veículos da empresa alemã. Atualmente, o combustível está a ser utilizado permanentemente nas estações de serviços da empresa alemã em Wolfsburg.

Biocombustíveis, o futuro?

Thomas Garbe disse que a Volkswagen está a “preparar-se para um aumento significativo dos combustíveis líquidos a partir de materiais residuais e para biocombustíveis a médio prazo. Espero que os postos de abastecimento públicos também ofereçam o R33 como “Green Premium” num futuro próximo.”

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

  Subscrever  
Notificação de