União Europeia autoriza fusão entre gigantes eólicos Gamesa e Siemens

Fusão entre gigantes eólicos Gamesa e Siemens

A fusão entre os dois gigantes a atuar no mercado eólico mundial, Gamesa e Siemens recebeu a aprovação da Comissão Europeia e ficará efetiva no início de Abril/2017, anunciou em comunicado a empresa espanhola Gamesa.

“A Comissão concluiu que a operação não cria nenhuma preocupação de competição porque uma série de concorrentes de confiança continuarão no mercado”, disse a Comissão Europeia, que fiscaliza a concorrência na União Europeia.

O novo grupo terá uma capitalização de mercado de cerca de 10 bilhões de euros (10,7 bilhões de dólares), segundo analistas.

Um dos obstáculos da operação, anunciada em junho de 2016, era a cláusula de não concorrência no setor eólico marítimo vigente entre o grupo Gamesa e o francês Areva, o que foi resolvido quando esta última cedeu à espanhola suas partes em sua empresa conjunta Adwen.

Ignácio Martín, conselheiro de Gamesa, informou que a aprovação do organismo Europeu presume que “a visão de criar um líder mundial com alcance global nos principais mercados eólicos está um cada vez mais próximo”.

Ignácio Martín da Gamesa afirmou que a fusão constituiu um momento histórico para ambas as empresas Siemens e Gamesa.

O comité de direção da empresa que resultará da fusão, formado por profissionais da Gamesa e Siemens, será nomeado na primeira reunião do novo conselho de administração do grupo.

A sede do grupo vai manter-se no País Vasco e estará cotada como até este momento na Bolsa de cotações Espanhola.

COMPARTILHAR