dispositivo que produz combustível a partir de luz solar, dióxido de carbono e água

Investigadores desenvolveram dispositivo que produz combustível a partir de luz solar, dióxido de carbono e água

Na Universidade de Cambridge, uma equipa de investigadores desenvolveu um dispositivo que permite a produção de combustível neutro. Combustível que é produzido a partir da junção destes 3 “ingredientes”: luz solar, dióxido de carbono e água.

O resultado da investigação foi partilhado na Revista Nature Energy, segundo as conclusões o dispositivo não precisa de mais nenhum componente, nem de ligação à eletricidade. O que dá a entender que estamos cada vez mais próximos de atingir a fotossíntese artificial, imitando assim a capacidade que as plantas têm em converter a luz solar em energia!

Esse dispositivo de produção de combustível neutro converte a luz solar, dióxido carbono e água em ácido fórmico. Esse ácido é armazenado e depois usado diretamente ou convertido em hidrogénio. Os investigadores vão mais longe, indicando que o dispositivo pode mesmo ser aplicado em centrais de energia, como as centrais solares, produzindo assim um combustível limpo, apenas com recurso à luz solar e água!

dispositivo que produz combustível a partir de luz solar, dióxido de carbono e água

Benefícios do dispositivo que produz combustível a partir de luz solar, dióxido de carbono e água

Um dos grandes benefícios deste dispositivo é possibilitar a redução das emissões de gases com efeito de estufa, visto que converte o dióxido de carbono em combustível e ao mesmo tempo ser alternativa aos combustíveis tradicionais!

Qian Wang, investigador, adianta que o processo permite a conversão da luz solar em combustível sem grande desperdício, mais, visto ser um combustível “limpo” pode ser armazenado e transportado sem problemas!

A tecnologia por detrás deste dispositivo é uma “película fotocatalisadora” feita a partir de partículas semicondutoras transformadas em pó, produzidas em grande quantidade e sem grandes custos.

O próximo objetivo é alargar esta tecnologia que produz combustível a partir de luz solar, dióxido de carbono e água para uma escala industrial.

Já em 2019 o grupo de investigadores desenvolveu um reator solar deste género, mas o combustível produzido ficou conhecido por “syngas”, sendo que este novo dispositivo que produz combustível a partir de luz solar, dióxido de carbono e água é mais limpo e tem maiores potencialidades.

Os próprios investigadores ficaram surpreendidos como tudo resultou tão bem… segundo disse Qian Wang “Ficámos surpreendidos em como isto funcionou bem em termos da sua seletividade, não produziu quase nenhum subproduto. Por vezes as coisas não funcionam tão bem como esperávamos, mas este foi um caso raro em que funcionaram até melhor”.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui