GE vai comprar fabricante de pás LM Wind Power

lm-wind-power-ge

A empresa norte americana GE vai comprar a fabricante de pás para energia eólica LM Wind Power,  por 1,65 bilhão de dólares.

O acordo com a LM Wind Power, maior fornecedora de pás eólicas da GE, inclui o design e o fabrico de pás para turbinas eólicas.

É uma clara tentativa por parte da GE, empresa líder mundial do setor industrial digital, de conseguir aumentar o seu peso no mercado das energias renováveis.

A GE melhorará assim a sua capacidade de produção de energia e criará valor para clientes onshore e offshore. A GE acredita que esta compra se reflita positivamente nos resultados da empresa já em 2018.

A transação está ainda sujeita a aprovação regulatória e governamental. O acordo poderá estar concluído no primeiro semestre do próximo ano.

A GE mantém, contudo, a possibilidade de adquir pás de outros fornecedores.

A LM Wind Power é uma fornecedora de pás eólicas para rotores utilizados em turbinas eólicas e tem mais de 3 décadas de experiência.

Desde 2001 é propriedade da Doughty Hanson, uma empresa de capital privado baseado em Londres. No ano passado apresentou uma receita de 750 milhões de euros.

Conta com 13 fábricas distribuídas por 8 países, nos quatro cantos do planeta. Dinamarca, Espanha, Polónia, Índia, China, Canadá, Brasil e Estados Unidos da América são os países que contam com a presença da LM Wind Power, numa perspetiva de proximidade com as regiões produtoras e de forma a garantir que o serviço e apoio ao cliente acontece de forma eficiente e local.

Tem 190 patentes e oferece possibilidade de fabrico, desenvolvimento, serviço e logística de pás.

A LM Wind Power habituou o mercado a qualidade, inovação e aprimoramento bem como a uma excelente relação com os seus clientes.

Desde 1978 que produziu mais de 185.000 pás totalizando 77 gigawatts (GW) de capacidade eólica instalada. São números que se traduzem uma redução de 147 milhões de toneladas de CO2 a cada ano.

A GE Renewable Energy que hoje em dia não produz pás já fez saber que pretende manter a LM Wind Power como uma unidade independente dentro da GE.

A GE separou a sua unidade de energias renováveis no ano passado, isto depois da aquisição da francesa Alstom por 13,6 bilhões de dólares.

Em 2015, a área das energias renováveis da GE registou 6,27 bilhões de dólares em receitas, representando 6% da receita do grupo no setor industrial.

A LM continuará a ser gerida pela sua atual equipa e a sede manter-se-á em Kolding, na Dinamarca onde também tem um centro global de tecnologia.

COMPARTILHAR