Novo painel solar ultrapassa limite de eficiência solar teórico

Célula Solar de Perovskita

Um novo material desenvolvido por Chineses com células solares tandem de silício-perovskitas bateu o recorde de eficiência de conversão solar.

Painel solar ultrapassa limite de eficiência teórico

Uma das principais empresas de tecnologia solar LONGi Solar conseguiu alcançar um novo recorde mundial para células solares tandem de silício-perovskita com uma uma eficiência de 33,9%.

O anterior limite de eficiência solar teório era de 33.7%, mesmo que o novo valor de 33.9% não seja muito superior, significa que a eficiência teórica pode mesmo ser ultrapassada, pelo que vale a pena continuar os esforços no estudo desta tecnologia e no desenvolvimento de novas formas de produção eletricidade a partir da energia solar.

Segundo comunicado de imprensa, o novo recorde mundial de 33.9% alcançado pela LONGi Solar foi certificado pelo Laboratório Nacional de Energia Renovável dos EUA (NREL).

Todos os avanços no campo da energia solar fotovoltaica são relevantes para a procura da redução da dependência mundial dos combustíveis fósseis.

O limite teórico de eficiência de 33,7% das células solares de junção única padrão é conhecido como o limite Shockley-Queisser (S-Q), para ser possível ultrapassar este limite tecnológico, as equipas de investigadores a nível mundial têm apostado em trabalhar com diferentes materiais para combinar com o silício de forma a ser possível melhorar a eficiência final, neste âmbito os perovskitas têm alcançado resultados interessantes.

Segundo o Interesting Engineering as células solares fotovoltaicas tandem de silício-perovskita combinam materiais diferentes que respondem a secções separadas do espetro solar, o que ajuda a incrementar a eficiência geral da célula solar.

As perovskitas são consideradas como um “material milagroso”, sendo um material natural constituído principalmente de cálcio e silício são um forte candidato a melhorar o valor de eficiência teórica das células solares tradicionais baseadas em silício que é de 43%.

Cristais de Perovskita
Cristais de Perovskita

O anterior recorde mundial com eficiência de 33.2% foi alcançado com células solares tandem por cientistas da Universidade de Ciência e Tecnologia Rei Abdullah (KAUST) na Arábia Saudita, o feito da LONGi Solar representa um grande potencial para otimizar ainda mais a eficiência dessas células.

É importante referir que a LONGi Solar tinha alcançado em novembro de 2022 uma eficiência de 26.81%, esse valor foi constantemente ultrapassado nos meses seguintes, imposto pelos rápidos desenvolvimentos tecnológicos nesta área, este novo valor representa uma conquista notável e uma esperança em futuros recordes mundiais.

A LONGi Solar é uma das principais empresas a nível mundial no campo de investigação e desenvolvimento células solares tandem, colocando uma vez mais a China numa posição líder e dominadora deste importante setor tecnológico.

A LONGi Solar é em simultâneo, uma grande fornecedora global de células solares de junção única, este facto aliado ao campo de investigação posicionam favoravelmente a LONGi Solar para utilizar as suas capacidades de produção para lançar células solares tandem altamente eficientes feitas com este “material milagroso”, as perovskitas.

O que deve saber sobre o autoconsumo fotovoltaico

Sobre o autor

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Rolar para cima