hidrelétrica Itaipu Binacional

GE fecha contrato para a maior atualização tecnológica já realizada na hidrelétrica Itaipu Binacional

  • Consórcio liderado pela GE será responsável pela atualização tecnológica da usina
  • Projeto reforça o compromisso da GE no desenvolvimento de soluções que apoiam a transição energética e descarbonização
  • Itaipu Binacional foi comissionada em 1984 e é a segunda maior hidrelétrica do mundo com capacidade de 14 GW

Consórcio liderado pela GE foi vencedor do contrato

As divisões de Hydro e Grid Solutions, da GE Renewable Energy, fecharam um contrato em conjunto para realizar a atualização tecnológica da usina Itaipu Binacional, a segunda maior hidrelétrica do mundo.

O Consórcio CMI, liderado pela GE Hydro Solutions e composto pelas empresas paraguaias CIE e Tecnoedil, será responsável pela atualização da usina, que tem capacidade instalada de 14 GW e está localizada no Rio Paraná entre Brasil e Paraguai.

O projeto, considerado o maior já realizado nas instalações da hidrelétrica desde a sua inauguração há quase 40 anos, está previsto para durar 14 anos e tem como objetivo principal a atualização tecnológica de Itaipu.

A atualização será feita em equipamentos e sistemas de todas as 20 unidades geradoras, além de melhoras nos sistemas de medição, proteção, controle, regulação e supervisão da hidrelétrica. No total, Itaipu Binacional é responsável pelo fornecimento médio de 8,4% da energia consumida no Brasil e 85,6% no Paraguai.

“Participar do maior projeto de atualização tecnológica de Itaipu desde sua inauguração é uma honra e um orgulho para nosso time. Por sua relevância no fornecimento de energia limpa para a população do Paraguai e do Brasil, Itaipu é fundamental para a matriz energética de hoje e para as próximas gerações. Nós, da GE Hydro, trabalharemos com as equipes da GE para otimizar ainda mais as operações da usina, permitindo que a Itaipu Binacional aproveite ao máximo seus ativos e recursos e atenda à demanda por energia limpa nos dois países”, afirma Cláudio Trejger, Presidente & CEO da divisão de Hydro da GE Renewable Energy para América Latina.

A execução do projeto está prevista para durar 14 anos e, além da GE Hydro e GE Grid Solutions, contará com as empresas parceiras paraguaias CIE e Tecnoedil (responsáveis pela montagem e fornecimento de materiais gerais, respectivamente).

Além da modernização das 20 unidades geradoras, o escopo geral de fornecimento da GE inclui o fornecimento de cubículos de média tensão, sistemas de gerenciamento de energia, tecnologia de automação, bem como a entrega de sistemas de proteção, controle e supervisão para as unidades geradoras, subestação GIS e as linhas de transmissão de 500 kV existentes, além de duas novas subestações GIS compactas para aumentar a confiabilidade dos serviços auxiliares elétricos da usina.

“Temos muito orgulho em ter nossos times liderando a mais importante modernização já realizada em uma das maiores usinas hidrelétricas do mundo. Temos uma história com Itaipu desde o início, atuando na construção da usina e estamos presentes, mais uma vez, nesse marco na história do setor elétrico do Brasil e do Paraguai. Hoje reforçamos e comprovamos mais uma vez o compromisso da GE com o nosso país ao longo dos mais de 102 anos, trabalhando e contribuindo para a transição energética e descarbonização do planeta”, Viveka Kaitila, Presidente da GE Brasil.

As obras deverão ocorrer até 2036 e a expectativa é de que ao final desse processo a usina estará atualizada tecnologicamente. A modernização de cada unidade levará em média 6 meses.

O diretor técnico executivo de Itaipu, David Krug, mencionou que a modernização da usina é resultado de um amplo planejamento, que começou no início dos anos 2000 e passou por várias fases. Segundo ele, o investimento é necessário porque muitos equipamentos ainda são analógicos ou tecnologicamente defasados, operando há quase 40 anos.

Em alguns casos, o fabricante não existe mais, impossibilitando a reposição de peças. “Quando eu atualizo a usina, elimino essa questão da sobressalência [de peças]”, disse ele. “O grande ganho é esse: eu trago a usina para uma nova situação de tecnologia e de eficiência dos processos de operação e manutenção.”

Itaipu Binacional é a usina que mais produziu energia na história: mais de 2,8 bilhões de Gigawatts-hora desde 1984. Além disso, com 14 GW, ela é a segunda maior hidrelétrica do mundo em capacidade instalada.

Cada uma das 20 máquinas geradoras tem capacidade para abastecer uma cidade com 1,8 milhão de habitantes e sua barragem atinge quase 200 metros de altura com 8 quilômetros de extensão.

A participação da GE em um projeto dessa magnitude reforça o compromisso da empresa com o fornecimento de tecnologia e expertise que contribuam para a resiliência, eficiência e confiabilidade da rede elétrica. Juntamente com seus clientes, a GE está contribuindo para a transição energética, não apenas com soluções para a geração, mas também para a transmissão e distribuição de energia ao redor do mundo.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui