Carregar baterias energia solar fotovoltaica

Cada vez mais pessoas optam por colocar sistemas de produção de energia em casa, os chamados sistemas de autoconsumo. São sistemas solares fotovoltaicos que transformam a energia do sol em eletricidade. Essa energia é produzida ao longo do dia, sendo consumida pelos eletrodomésticos da habitação, e o excedente enviado para a rede elétrica pública.

No entanto, já existem soluções para evitar que o excedente da produção vá para a rede pública de modo gratuito. Há quem venda à rede pública, mas atualmente os preços praticados não compensam tal situação.

Assim surgiu outro modo de rentabilizar a energia produzida, tendo a solução sido acoplar baterias ao sistema fotovoltaico, e assim a energia excedente produzida durante o dia é armazenada nas baterias para posterior uso, ou seja, durante a noite quando não há energia solar para produção de eletricidade.

Mas por detrás da capacidade de armazenamento da bateria estão várias etapas de carregamento, etapas que permitem à bateria ter uma maior longevidade e um máximo desempenho.

Etapas de carregamento de baterias usadas em sistemas solares fotovoltaicos

O processo de carregamento de uma bateria solar não é simples, sendo que pretendemos que a mesma tenha uma boa eficácia. E de modo a maximizar a carga e respetiva potência de uma bateria continuam a ser feitos estudos de novos materiais e processos de modo a tirar o máximo proveito destes equipamentos (pois este é o futuro!).

O objetivo dos vários estudos é aumentar a vida útil das baterias solar. Atualmente, para aumentar essa vida útil, existem três etapas no carregamento da bateria, existindo uma extra para caso de necessidade.

Etapa Bulk

É o primeiro impulso de carregamento da bateria, utilizando toda a potência disponível na bateria para começar o processo.

O objetivo desta etapa é alcançar um nível de 80% a 90% do seu carregamento. Durante esta etapa o regulador de potência não ativa, pois a potência fornecida é a mesma permitida pelo sistema, a não ser que precisemos de terminar a etapa para não provocar uma sobrecarga na bateria.

Etapa Absorção

Na etapa de absorção o objetivo é manter a tensão conseguida no final da primeira etapa, sendo que a intensidade de carregamento vai diminuindo progressivamente até completar o carregamento das baterias.

Etapa de Equalização

Por fim, pretendemos que todas as células da bateria tenham a mesma voltagem, para isso é igualado o nível de gás do eletrólito das partes inferiores e superior do equipamento para eliminar a possibilidade de as placas se deteriorarem.

Para isso o sistema aplica uma voltagem elevada com baixa intensidade de modo a gerar gás, esse ascende garantindo a homogeneidade do eletrólito.

Etapa de flutuação

Como último processo no carregamento das baterias, temos a flutuação do regulador. Esta etapa é necessária para manter o carregamento completo durante a sua utilização. Assim, caso o nível de voltagem baixe do nível de flutuação, o regulador dá ordem para um novo processo de carregamento.

Dependendo do tipo de bateria, este processo pode estender-se ou não por vários períodos de tempo: por exemplo as baterias de gel podem manter-se na etapa de flutuação durante meses, caso estejam guardadas.

Por outro lado, as baterias líquidas precisam que lhes seja aplicada voltagem, de modo a ficarem entre 12.9 VDC e 14 VDC, logo não é recomendável que fiquem guardadas por muito tempo durante esta etapa.

SIGA-NOS NO FACEBOOK PARA RECEBER AS NOTÍCIAS E OFERTAS DE EMPREGO

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO...