Produzir energia a partir da neve

Investigadores da UCLA descobriram um método capaz de produzir energia renovável a partir da queda de neve. É um dispositivo, segundo eles, barato, pequeno, fino e flexível como uma folha de plástico!

Há uma busca incessante por novas formas de produzir energias renováveis, sendo que esta é uma das mais inusitadas que se conhece.

É certo que a eficiência dos painéis solares tem vindo a aumentar consideravelmente, mas ainda não se conseguiu ultrapassar a limitação destes não produzirem energia renovável durante a noite. Ainda mais quando cobertos de neve…

Assim, cientistas da UCLA desenvolveram um nanogerador que permite produzir eletricidade a partir da neve quando os painéis solares ficam cobertos.

Como funciona o dispositivo gerador de eletricidade a partir da neve?

Este dispositivo vem assim acabar com a limitação, permitindo que em zonas remotas haja produção de energia limpa, mesmo sem necessidade de recorrer a baterias.

Richard Kaner, investigador da UCLA, explicou que este dispositivo funciona como uma estação meteorológica, dizendo a quantidade de neve a cair, direção que vai cair, bem como a velocidade e direção do vento.

É chamado de nanogerador triboelétrico baseado na neve, ou simplesmente TENG.

Recorre à eletricidade estática para gerar uma carga elétrica mediante a troca de eletrões!

A neve tem carga positiva, libertando eletrões, enquanto o silicone tem carga negativa. Com a queda da neve, em contacto com o silicone, é gerada uma carga que é depois capturada pelo dispositivo, criando-se eletricidade.

Esse silicone é o composto do dispositivo TENG, que é um material sintético tipo borracha, composto por átomos de silício e átomos de oxigénio, combinados com o carbono, hidrogénio e outros elementos.

Sapatinhas Nanogerador TENG
O nanogerador pode ser instalado em qualquer objeto desde que entre em contacto com a neve.

Este dispositivo foi planeado para ser acoplado a painéis solares, assim os painéis geram eletricidade, mesmo cobertos por neve!

Foi pensado para ser usado como recurso, tendo sido projetado por um grupo internacional. Sendo composta por investigadores dos EUA, Egipto, Canadá e Irlanda. Foram dispensadas muitas horas de investigação até se encontrar o material certo!

Inicialmente usaram desde folhas de alumínio e Teflon, mas depois de várias tentativas falhadas, viraram-se para o silicone. Pois o silicone, quando comparado com outros materiais, e devido à sua composição, gera mais carga elétrica que qualquer outro material!

Com recurso a uma impressora 3D, construiu-se o protótipo, depois juntaram-se o elétrodo e silicone. É assim uma solução viável e económica!

Problemas do dispositivo de geração de eletricidade a partir da neve?

Nem tudo está explorado, ou identificado. É realmente uma tecnologia que está prestes a ser aplicada a larga escala, mas possui ainda alguns problemas.

Sendo que o principal é o facto de ter uma baixa capacidade em gerar eletricidade (devido à sua forma atual). É que apenas produz 0.2mW por metro quadrado, com uma tensão elétrica de circuito aberto até 8V!

Perante estas limitações, atualmente a tecnologia pode ser usada como um pequeno sensor autoalimentado. Sensores que até já existem na realidade, como no fundo de botas ou esquis para recolher dados durante a prática de desportos de inverno!

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here