Energias Renováveis - Autoconsumo Solar

Governo brasileiro está a preparar um novo programa de incentivo à energia solar. Um novo programa de incentivos à energia solar à margem dos atuais subsídios para a instalação de painéis solares nas habitações residenciais.

O “Pró-Sol” será assim o novo programa de incentivos à energia solar, e que remete ao pré-sal, que na altura era vendido como a panaceia dos problemas brasileiros pela riqueza que podia gerar.

Com este novo programa, o Governo de Jair Bolsonaro pretende acabar com as cobranças internacionais, levando o país no sentido de reduzir a sua pegada de carbono e aumentar a sua taxa de energia limpa.

Este novo projeto ganhou ímpeto depois de terem vindo a público a despreocupação brasileira na questão ambiental, facto que dominou as discussões no Fórum Económico Mundial em Davos. E com um “mea-culpa”, Bolsonaro, montou um conselho de emergência para intervir sobre a gestão e preservação da Floresta da Amazónia!

O Pró-Sol vai assim ser debatido com várias empresas do setor da energia solar e depois de limadas as arestas, será apresentado nos próximos meses.

O setor conta ainda com o apoio pessoal do presidente, que no inicio do ano declarou que o governo não iria “Taxar o Sol”, declarações que deram o mote para este novo programa!

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

2 COMENTÁRIOS

  1. Só acredito vendo seria a única coisa de bom que esse jumento miliciano pentecostal fez até hoje no governo e na vida pública.

  2. É claro que num país banhado quase que todos dias, pelo Sol, seria uma medida antiquada taxar a atividade. Tomara que pensem num subsídio que tornaria o país beneficiado pela energia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui