Suecos criam Kit Solar Greenwater capaz de purificar até 600 litros de água por hora

kit-greenwater-purificador-agua

O casal de empreendedores suecos Annika Johansson e Greger Nilsson, movidos pelo objetivo de descobrir soluções sustentáveis para colmatar a falta de água potável, criaram um kit de purificação de água, o kit Greenwater.

O kit de purificação de água da Greenwater, integra uma combinação de tecnologias: luz ultravioleta (UV) e energia solar.

O Kit Greenwater é um sistema que purifica a água, sendo capaz de eliminar bactérias, vírus, amebas e parasitas é ideal para locais em que não há saneamento.

O kit que é capaz de filtrar até 600 litros de água por hora, equivalendo a um consumo médio diário de 80 pessoas.

Uma das grandes vantagens do kit purificador de água Greenwater é que este não necessita de eletricidade o que é uma mais-valia para regiões sem acesso a energia elétrica.

O transporte do kit é muito simples já que se trata de um equipamento portátil.

Gregor Nilsson referiu queAs soluções da Greenwater podem ser aplicadas em diversos contextos: desde situações críticas, como catástrofes, em que a infraestrutura de uma região é devastada, não restando qualquer possibilidade de acesso a água potável, passando por países ou comunidades carentes de um sistema de água e esgoto, até empresas que estejam à procura de soluções sustentáveis e inovadoras para o tratamento, seja para a entrada (Input) ou para a saída (Output), da água”.

O objetivo passa pelo equipamento chegar essencialmente a dois grupos: um direcionado para populações que vivem em regiões afastadas dos centros urbanos, comunidades carentes e favelas e outro que compreende o setor da construção civil, incidindo principalmente em novos projetos de condomínios e casas auto-sustentáveis e na agricultura.

Como é constituído o Kit Greenwater?

A empresa trabalha “alinhada à meta número 6 dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável, compilados pela ONU, que é assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos até 2030”, segundo Telma Gomes, gestora internacional do projeto.

Os primeiros testes já foram realizados em abril passado, em Ruanda, África e foram um sucesso. Agora a empresa do casal Annika Johansson e Greger Nilsson finaliza os últimos pormenores de forma a tornar o equipamento mais eficiente para o tipo de água daquele país. 25 unidades serão muito em breve instaladas em escolas, centros comunitários e hospitais, entre outros, naquela zona.

Este equipamento traz certamente a esperança a muitos povos que vivem em situações difíceis e é um grande passo no mundo da sustentabilidade.

Recorde-se que há milhões de pessoas em todo o mundo que não têm acesso a água potável, em pleno século XXI. Uma triste realidade que pode em breve ser contrariada graças a este kit de purificação de água.

COMPARTILHAR