eólica flutuante a favor do vento

Ilha Gran Canaria vai ter a primeira eólica flutuante a favor do vento do mundo

Instalação da primeira turbina eólica flutuante a favor do vento será instalada nos próximos meses ao largo da Gran Canaria, esta será a primeira eólica flutuante a favor do vento do mundo!

A turbina eólica será uma Vestas V29 de 225 kW e já se encontra em Espanha pronta a ser instalada, foi adaptada com uma transmissão que lhe permite girar a favor do vento. A equipa da X1 Wind está a tratar de integrar e testar todos os sistemas elétricos e comunicações para se ter a certeza de que esta eólica flutuante a favor do vento irá funcionar corretamente.

Só depois de todos os testes comprovados é que a mesma será levada para o seu local.

Porquê apostar numa turbina eólica flutuante a favor do vento?

Parece um contra-senso, pois todas as eólicas têm sido montadas configuradas contra o vento, com o rotor orientado para o vento. O que lhes permite minimizar o efeito de sombra da torre, facto que é significado para as estruturas tradicionais a favor do vento.

Mas nas últimas décadas as pás das eólicas têm vindo a aumentar cada vez mais, existindo pás com mais de 100 metros de comprimento, sendo por isso cada vez mais difícil evitar o impacto da torre eólica.

E por esse motivo começaram a desenvolver soluções especificas com o objetivo de aumentar a distancia entre as pás e a torre. Algumas estratégias aplicadas são o aumento do ângulo de inclinação ou mesmo um rotor em cone, o que leva a perdas de eficiência.

Outras soluções passaram por pré-dobrar as pás e um criar um maior balanço no rotor. Mas são precisas estratégias de controlo para usar pás mais rijas e pesadas o que leva a um aumento considerável do custo de produção das mesmas.

Como eliminar essas restrições?

Ao mudarmos a direção da eólica a favor do vento, contornamos essas restrições, permitindo a criação de novas eólicas com design mais leve a flexível e ainda maiores.

Um exemplo deste tipo de investigação, está em curso pela SUMR liderados pela Universidade de Virginia, Sandia National Labs e NREL, financiados pelo departamento de Energias dos EUA. Este consórcio de investigação está a trabalhar no desenvolvimento de eólicas a favor do vento com pás de 200 metros de comprimento, que podem alimentar 50MW no futuro.

Esta opção a favor do vento não tem sido muito usada devido à sombra que a torre provoca. Mas esta eólica flutuante a favor do vento desenhada para a plataforma PivotBuoy foi criada para minimizar esse efeito.

Ao ser uma plataforma flutuante invés de uma estrutura fixa, é possível permitir que toda a estrutura se volte e fique orientada a favor do vento. Uma caraterística que permitiu um desenho totalmente novo da estrutura, evitando-se torres grandes.

Adaptação do rotor a favor do vento
Adaptação do rotor a favor do vento

Como foi criada a turbina eólica flutuante a favor do vento?

A X1 Wind tem como objetivo mostrar todos os benefícios desta solução inovadora que permite criar aerogeradores flutuantes ainda maiores e mais económicos, com esta tecnologia a favor do vento.

A instalação ao largo da Ilha Gran Canaria vai comprovar essa ideia.

Ideia, que será comprovada por Santiago Canedo, que tem mais de 18 anos de experiência em eólicas, entre elas a Haliade X12MW da GE, sendo ele o responsável pela conversão da Vestas V29 225KW na configuração eólica flutuante a favor do vento, com a plataforma da PivotBuoy.

Para isso tem que cumprir as seguintes etapas:

  • Adaptação da transmissão: na rotação oposta, as engrenagens foram mecanizadas para pode trabalhar no lado oposto. Serviço realizado pela Kumera, fabricante de transmissões mecânicas de grande potência, que conta com mais de 70 anos no mercado.
  • Ligação do gerador: vai girar em sentido contrário. Por isso, as ligações têm que ser trocadas para girar em sentido contrário.
  • Ajustes finais dos sistemas de passagem e respetiva lubrificação.
  • Reposicionamento do aerogerador e pás para orientar o rotor numa configuração a favor do vento, como na imagem:
Processo de adaptação de eólica a favor do vento
Processo de adaptação de eólica a favor do vento

Apesar de toda esta transformação, o rotor continua a girar no sentido dos ponteiros do relógio. A guinada original do rotor será logo bloqueada antes da instalação na plataforma, pois a plataforma PivotBuoy alinha-se automaticamente com o vento devido à sua capacidade única de evitar as intempéries. Isto vem permitir a redução da quantidade de sistemas ativos na plataforma, ponto fundamental para o seu funcionamento e manutenção durante a vida útil do sistema.

A X1 Wind tem como missão criar soluções altamente sustentáveis para reduzir as emissões de carbono e proporcionar energia limpa e acessível a nível mundial. Nos últimos anos a X1 Wind tem desenvolvimento de forma ininterrupta tecnologia eólica flutuante, completamente funcional e com grande êxito.

A empresa tem vindo a ser reconhecida como uma das principais empresas no mercado da energia eólica marítima, e que tem uma tecnologia limpa com maior impacto na Europa.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

1 COMENTÁRIO

  1. No entanto eu acho que só quando as turbinas funcionarem de forma horizontal, poderão ser muito mais baratas e muito mais eficientes. Apanham o vento venha ele de onde vier, podem as torres ser escoradas com cabos de aço e podem até ter mais do que um novel de pás.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui