Projeto piloto de telhas fotovoltaicas

Está em testes 1º projeto-piloto de telhas fotovoltaicas

A empresa Eternit deu a conhecer ter dado início ao primeiro projeto piloto de telhas fotovoltaicas. A empresa tinha o seu foco inicial na produção de coberturas com amianto, mas abandonou esse foco, e resolveu avançar com o desenvolvimento de telhas fotovoltaicas, diversificando assim os seus negócios.

Depois de ter dado a conhecer este novo negócio, a Eternit, já avançou com o desenvolvimento das telhas fotovoltaicas, estando agora na fase de testes. Os primeiros projetos piloto destas telhas foram já instalados em São Paulo e com as condições ideais, espera-se que este novo produto seja comercializado ainda no final do primeiro semestre de 2021 (se tudo correr bem com os testes piloto).

O gerente de desenvolvimento de negócios da Eternit e atual responsável pelo projeto de telhas fotovoltaicas, garantiu que “Trabalhamos com uma equipe de telhadistas e o processo se mostrou bem simples. A tendência é de uma instalação rápida e barata”.

Projeto-piloto de telhas fotovoltaicas em São Paulo

A Eternit deu início ao seu projeto piloto de telhas fotovoltaicas numa habitação em São Bento do Sapucaí, São Paulo. Para fazerem o telhado desta habitação, recorreram a 400 unidades, com cerca de 1000 telhas.

A capacidade de produção deste telhado fotovoltaico é de cerca de 400 kWh/mês, o que irá representar uma economia para o empreendimento de cerca de 300 reais por mês!

O telhado Eternit vai funcionar como uma “grid”, de modo diferente aos painéis solares convencionais, ou seja, vão trabalhar em filas de telhas independentes, em que cada uma estará ligada a um inversor e assim caso uma telha tenha uma avaria, não será necessário desligar todo o sistema. Os inversores usados pela Eternit são fornecidos pela WEG!

A fase de testes foi, entretanto, alargada a outra residência, desta vez no Campos do Jordão, em Vale do Paraíba, São Paulo.

Aproveitamento de energia solar proveniente das telhas fotovoltaicas

Durante o dia, a habitação consome a energia gerada pelo telhado solar, sendo o excedente libertado para a rede. E à noite, a habitação consome energia da rede.

Caraterísticas telhas solares Eternit

As telhas fotovoltaicas possuem tecnologia chinesa, nomeadamente as células solares. Facto que é transversal a todo o mercado. Mas o que difere a Eternit das demais empresas, é que apenas importam a célula, o que permite poupanças nas taxas de importação!

As primeiras telhas solares Eternit saem para o mercado com a insígnia da marca Tégula que tem maior valor e são feitas de betão.

Estima-se ainda que um telhado fotovoltaico possa ficar cerca de 10/20 % mais barato do que um sistema de cobertura de painéis fotovoltaicos tradicionais.

Próximo passo da empresa é viabilizar a produção das telhas solares em fibrocimento, facto que as tornará ainda mais baratas que as de betão, e com mais potência (segundo Lopes).

As telhas de fibrocimento são também as mais baratas e mais usadas por todo o país, assim, conseguir colocar as telhas fotovoltaicas neste tipo de telhas, torná-las-á ainda mais acessíveis à população e assim a oferta de energia solar é massificada.

A inovação vai continuar.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui