Fatura de eletricidade

Para muita gente, as faturas de eletricidade são quase um enigma, tal a quantidade de valores diferentes que aparecem neste documento. E, por força dessa dificuldade, muitas vezes torna-se difícil perceber onde estão os elementos-chave para conseguir poupar na conta da energia.

Para entender como são feitas estas contas e onde estão as informações mais importantes, pedimos o auxílio da Comparamais, site especializado em comparação de preços. Veja agora as dicas que nos foram passadas…

O que é pago na conta de eletricidade?

Em pagamento na fatura da luz estão três grandes elementos. O primeiro é o custo da energia por si só, cujo preço surge em €/kWh, a que se juntam a potência contratada, em kVA, e os diversos impostos a pagar ao Estado. Seja com que fornecedor, os impostos serão sempre os mesmos, e por isso a Comparamais explica que “é no preço da energia e na potência contratada que estão as potenciais poupanças na fatura”.

O problema da fatura de eletricidade, indica a Comparamais, é principalmente a quantidade de informações que existem no custo da energia. Desde logo pelos valores de estimativas, feitas com uma previsão dos consumos de energia, ou os valores reais, que são obtidos pela leitura do contador.

Caso existam estimativas, há ainda lugar depois para acertos, “normalmente com aumentos na fatura por valores em falta”. Além disso, quem opte por tarifas bi-horárias terá os consumos em períodos de Vazio (com preço mais reduzido, de noite e aos fins-de-semana) e os períodos Fora-Vazio (em que a eletricidade é mais cara). “Se existirem na mesma fatura estimativas e valores reais para Vazio e Fora-Vazio, temos logo quatro valores para o custo da energia num plano bi-horário, o que pode confundir muitos clientes”, afirma a Comparamais.

A potência contratada é bastante mais simples de perceber. Ela indica a potência máxima que o seu contador de eletricidade pode debitar, e por isso tem um custo estável na fatura. Mas o site especializado em comparação de preços destaca que “cada fornecedor de energia tem um preço próprio para a potência contratada.

Entre a EDP e a Goldenergy, por exemplo, existe uma diferença de 3€ no preço mensal, o que significa uma poupança de 36€ ao final do ano. É o suficiente, em muitos casos, para pagar uma das faturas mensais de eletricidade”.

Já os impostos da fatura de eletricidade dividem-se em dois campos. Em primeiro lugar surgem as taxas específicas do mercado de energia, que são a DGEG, o IEC e a Contribuição para o Audiovisual. A DGEG representa a Taxa de exploração da Direção-Geral de Energia e Geologia e prende-se com o pagamento dos custos para levar a eletricidade até sua casa.

Em 2020 o seu custo é de 0,07€ por mês. O Imposto Especial de Consumo (IEC) é uma sobretaxa associada ao ISP, e por isso vai incidir sobre toda a energia (kWh) que gastou durante o mês. O que significa também um valor diferente todos os meses. Por fim surge a Contribuição para o Audivisual, que ajuda a financiar a televisão e rádio públicas, e custa este ano 3,02€ por mês. O último imposto que surge na fatura é o IVA, que é aplicado a praticamente todas as transações comerciais e tem, excepto para potências até 3,45 kVA, uma taxa de 23%. Ou seja, representa quase ¼ do que paga na fatura.

E como é calculado o preço da fatura de eletricidade?

Há dois tipos de cálculo que são feitos, explica a Comparamais. Para o custo da energia o valor, em €/kWh, é aplicado sobre toda a eletricidade que gastou em casa. Ou seja, multiplica-se a quantidade de energia gasta, em kWh, pelo preço dessa mesma energia, em €/kWh.

E o resultado desta conta é aquilo que paga pela luz. Surgem depois os encargos com a potência contratada. Como referido, este é um valor fixo, que depois é multiplicado pelo número de dias em faturação. Por exemplo, se pagar 0,3964€ pela potência contratada, multiplica isso pelos 31 dias do mês. O resultado, de 12,29€, é o que paga de potência contratada (a que depois acresce ainda o IVA).

E ao que devo prestar atenção para poupar?

A Comparamais explica que, tendo em conta como são calculados os valores na fatura, é precisamente no preço do €/kWh que está a maior diferença. “Os custos com a energia são, para a maioria das pessoas, o factor com maior peso na fatura de eletricidade. Por isso, deve analisar se tem a melhor tarifa, recorrendo a um comparador de preços”. Caso encontre um custo mais reduzido para a energia, irá seguramente obter uma poupança considerável na fatura.

“Mas existe ainda outro dado a reter na análise do custo da energia”, indica a Comparamais. “Caso tenha apenas valores para consumos simples, deve ponderar ver se há vantagens na troca por um plano bi-horário. Caso já tenha optado por esta solução, analise a quantidade de kWh que utilizou em Vazio e Fora Vazio.

Caso não esteja a tirar partido das horas em que a eletricidade é mais barata, pode até estar a pagar mais do que ao escolher uma fatura simples. Mas, nestes casos, a solução ideal é adaptar os horários para usar electrodomésticos como as máquinas de lavar durante a noite e fim-de-semana”.

Existem ainda mais dois elementos da fatura a que deve prestar especial atenção. O primeiro são os dados da leitura do contador. “Verifique sempre quando foi feita a última leitura real, para saber se podem vir a surgir acertos no futuro. Além disso, nesta zona da fatura os fornecedores indicam, habitualmente, quais as datas a que pode enviar as leituras do contador. E, dessa forma, evitar surpresas com acertos”.

O último elemento a ter em conta é “o preço que paga pela potência contratada. A diferença pode não parecer muito significativa entre operadores, mas se multiplicar o valor pelos 365 dias do ano já irá ficar com outra perspetiva”.

Foi ainda ressalvado que “para reduzir ao máximo a sua fatura de eletricidade, nunca exclua mudar de operador. O mercado livre permite isso de forma simples, ajudando as pessoas a poupar”.

Mas, antes de escolher, a Comparamais recorda que “deve sempre ver os preços da energia em €/kWh e da potência contratada em kVA dos vários fornecedores. Para tal a melhor solução é usar um simulador de luz e gás, que o ajuda a perceber que empresa lhe garante o preço mais baixo para a eletricidade”.

Leitura recomendada

Como ler e comunicar os valores do contador de eletricidade

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui