Veiculo Electrico Twizy Renault

O Twizy da Renault deverá chegar a Portugal nos primeiros meses de 2012, mas já foram feitas 250 pré-reservas deste veículo eléctrico – um quadriciclo ligeiro, sem portas.

A Renault lança no final do ano o Twizy, modelo 100 por cento eléctrico que pretende revolucionar o conceito de mobilidade urbana e estará à venda a partir de €6.990.

“O Twizy vai representar uma nova forma de encarar a mobilidade urbana no futuro”, defende o director de comunicação e imagem da Renault Portugal, Ricardo Oliveira.

Um protótipo do veículo – um quadriciclo ligeiro, sem portas, não um automóvel – foi esta semana apresentado aos jornalistas em Paris, com os responsáveis da marca a destacarem a vocação do Twizy para os grandes centros urbanos.

httpv://www.youtube.com/watch?v=K7eEtqR4CEg

.

A Renault, assinalou Ricardo Oliveira à agência Lusa, vai lançar uma gama completa de veículos eléctricos “nos próximos 14 meses”, três dos quais ainda em 2011.

.

Versão de menor potência sem carta de condução

“Até final da década” o segmento dos eléctricos “pode representar uma fatia importante das vendas” da Renault, acredita o responsável da empresa, realçando que o Twizy tem já 250 pré-reservas feitas em Portugal.

“É evidente que estamos perante um conceito a que as pessoas vão ter de se habituar”, admite o director de comunicação da Renault, embora Portugal seja um país “muito bem preparado” para receber carro eléctrico, até devido aos incentivos financeiros do Estado.

httpv://www.youtube.com/watch?v=xwMW4TJ60zg

.

O Twizy será lançado em duas versões: uma com um motor de 5 CV e velocidade máxima de 45 km/h, e uma segunda com um motor de 20 CV e velocidade máxima de 80 quilómetros/hora. A versão de menor potência não requer carta de condução.

A bateria do veículo é alugada mediante um custo de 45 euros por mês, num contrato de 36 meses ou 7500 quilómetros por ano.

O Twizy começa a ser comercializado em França no final do ano e chegará a Portugal, e outros países europeus, nos primeiros meses de 2012. Por ser um quadriciclo, e não um veículo eléctrico ligeiro de passageiros, não haverá incentivos fiscais e descontos na compra do modelo da Renault.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

3
DEIXE O SEU COMENTÁRIO

3 Comentários da discussão
0 Respostas aos comentários
0 Seguidores
 
Comentário mais ativo
Discussão mais ativa
2 Comentários dos autores
  Subscrever  
mais recente mais antigo mais votado
Notificação de
carlos

A questão aqui não é se ele é feio ou se aguenta as estradas do Brasil. Estes não deveriam nem ser problemas, afinal carro não deveria ser objeto de desejo de ninguém.. a mobilidade sim deve ser objeto de desejo. Feio é ficar no Brasil reduzindo imposto de carro fóssil e induzindo nossa sociedade e comprar uma das máquinas mais ineficientes ( realmente ineficientes que ganham botox e plásticas minusculas a todo ano para ganhar o pobre coração do homem) do planeta atualmente… feio é nosso governo estar omisso ao mercado do carro elétrico e ficar fazendo pesquisinha por ai… Read more »

B-hor de Sollethan

@Zohar, Verdade meu amigo, eu esqueci de mencionar isso também. Sem falar nas lombadas e quebra-molas que mais parecem colinas  atravessadas nas ruas e avenidas de tão altas e sem necessidades. Até a prefeita( cheia da grana do povo é claro) que tem um desse carrões tunados e rebaixados, já sofreu as consequencias "na pele"  com suas lombadas. 

B-hor de Sollethan

Por que alguns carros elétricos tem que ser assim tão feios. Tudo bem que necessita de materiais bem mais leves para que se tenha boa autonomia e performance excelente, mas não quer dizer que por causa disso tenha que ser ridículo. Algumas montadoras até capricham demais nos seus modelos mas esse Twizy da Renault é simplesmente HORRÍVEL. Não aceitaria nem para test drive.  Seria muito mal gosto da minha parte.