Dicas Poupar Dinheiro Eletricidade

Se pretende pagar menos IVA na fatura de energia, eis que o Governo, pela boca do Ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, deu uma solução interessante… se queremos pagar menos na fatura de energia… o ministro recomendou baixar a potência contratada.

Esta é uma forma de se poder poupar uns trocos… pouco, mas permite poupar. Agora será esta sugestão do ministro viável? Vamos tentar perceber…

Qual a potência contratada na minha fatura de eletricidade?

Para perceber isso, há que analisar o seu contrato de fornecimento de eletricidade, só assim irá perceber se pode negociar a sua potência, para uma mais baixa e assim pagar menos IVA.

É que o Governo baixou o IVA na potência contratada de 3,45kVA, mas cerca de 2 milhões de clientes domésticos, têm contratadas potências de 6,9kVA…

…potência esta usada em grande escala a nível nacional e como tal, estes milhões ficam privados do benefício da descida do IVA!

O ministro, em resposta ao facto desses 2 milhões de consumidores ficarem privados do benefício do IVA, resolveu recomendar baixar a potência contratada, pois esta é um bom exemplo de eficiência energética, bem como de uso!

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes
O famoso ministro do Ambiente – João Pedro Matos Fernandes

Ter uma potência de 3,45 kVA é suficiente?

Primeiro, há que perceber que a potência contratada define o valor máximo de eletricidade que a sua casa pode receber. Esta irá assim determinar o número de equipamentos elétricos que podem ser ligados ao mesmo tempo.

A potência adequada ao seu uso deve ser escolhida consoante as horas de utilização diária, tipo de equipamentos elétricos usados, e respetiva potência destes.

Por norma, uma potência contratada de 3,45 kVA, é suficiente para alimentar o frigorifico, uma televisão, um computador e um destes eletrodomésticos de grande potência (máquina de lavar roupa ou louça, máquina de secar roupa ou forno). Mas se com estes pretender ainda ligar o micro-ondas, a potência já não será suficiente!

Se consultarmos o simulador da EDP, para 1 frigorífico, 1 máquina de lavar (roupa ou louça), 1 micro-ondas ou 1 aquecimento, 2 televisões e 1 computador, já deveremos contratar a potência de 4,6 kVA!

Mas a verdade é que a maioria dos portugueses contrata uma potência de 6,9kVA para não ter limitações de eletrodomésticos ligados!

Mas para o Senhor Ministro do Ambiente e da Transição Energética “Uma família com quatro pessoas, pode mesmo viver com essa potência contratada mais baixa, e aquilo que é comum, é as pessoas contratarem uma potência, por conforto, acima do que na realidade precisam”.

Qual a sua opinião sobre este assunto? Vai reduzir a potência contratada na sua casa?

Deixe o seu comentário em baixo.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

2
DEIXE O SEU COMENTÁRIO

2 Comentários da discussão
0 Respostas aos comentários
2 Seguidores
 
Comentário mais ativo
Discussão mais ativa
2 Comentários dos autores
  Subscrever  
mais recente mais antigo mais votado
Notificação de
Robson

Se for realmente analisada a N escessidade e vê Que dar para se encaixar em um consumo menor já é uma boa idéia. Pois de nada adianta pagar a mais para companhia se usar toda potência.isso É relativo a cada caso individualmente.

Oscar Manuel Pereira da Silva

O ministro é p…o, não percebe nada de electricidade, e vê se que quem lhe paga a electricidade são os contribuintes, porque se assim não fosse, não falava assim.