blank

Pintar uma das pás de preto ajudou a reduzir a taxa de mortalidade de aves em parques eólicos em 72%

Uma investigação levada a cabo por uma equipa norueguesa demonstrou que de uma forma simples, barata e eficaz é possível reduzir drasticamente o número de mortes de aves em parques eólicos, bastando para isso pintar uma das três pás de preto.

Estudo sobre taxa de mortalidade de aves

O estudo foi conduzido durante 10 anos num parque eólico de 68 MW no arquipélago norueguês de Smola, tendo-se concluído uma redução média de quase 72% da taxa anual de mortalidade de aves nas turbinas em que foram pintadas uma das pás, quando comparadas com as turbinas não pintadas.

A Equipa do Instituto Norueguês para a Investigação da Natureza concluiu assim que o método de pintar de preto, criando contraste, ajudou a reduzir significativamente a taxa de mortalidade das aves no parque eólico de Smola, tendo demonstrado maior eficácia em aves de rapina.

Pois antes da experiência ter início, foram encontradas seis águias de cor branca mortas próximo das turbinas que se iam pintar, mas depois de serem pintadas, não foram encontradas quaisquer águias mortas. Assim concluiu-se que a redução destes cadáveres pouco devia ao “azar”. A Noruega é um bastião para este tipo de aves, sendo o arquipélago de Smola um dos que tem maior densidade.

A equipa de investigação crê assim que o método de pintar contraste numa das pás, neste caso de preto, ajuda a reduzir a mancha de movimento das pás giratórias totalmente brancas, o que para as aves daria a sensação de “invisível”. Pois as aves têm um campo de visão muito estreito, pois dependem dos campos de visão laterais de alta resolução para detetar predadores ou presas!

Conclusões sobre redução da taxa de mortalidade de aves em parques eólicos

A previsão antes de iniciar a investigação era de que pintar uma pá de preto, criando contraste, iria aumentar a visibilidade das pás, pois isto reduz o efeito da mancha visual, pois com as pás a girar, o risco de colisão é reduzido.

Em teoria parecia tudo certo. O ideal era 100% de redução da taxa de mortalidade de aves em parques eólicos, mas 71,9% também é um excelente resultado. Estes valores comparando as pás pintadas das que não foram pintadas!

A visão pormenorizada das aves, relacionada com a resolução espacial ou temporal, pode assim permitir que as aves antecipem com alguma rapidez o movimento das turbinas eólicas. Conseguindo assim reconhecer rapidamente uma das pás pintadas a negro!

Para se ter a certeza destes resultados, é recomendado que o estudo seja replicado noutras zonas, especialmente com mais turbinas pintadas, ou então implementar em novos parques eólicos já com este contraste numa das pás, e monitorizar as mortes por colisão, verificando se os resultados obtidos são ou não semelhantes em outras instalações.

É de extrema importância retirar mais conhecimentos sobre a eficácia esperada das medidas de mitigação, através de experiências especificas e de aprendizagem prática, para mitigar com êxito os impactos sobre as aves e apoiar um desenvolvimento sustentável da energia eólica por todo o mundo.

Recomendamos: Vantagens e desvantagens da energia eólica

O impacto dos parques eólicos nas populações de aves foi durante muito tempo um tema polémico, e os esforços para o mitigar permitiram o desenvolvimento de várias tecnologias preventivas, como sistemas de deteção de radar que monitorizam o voo das aves e ajustam o funcionamento das turbinas eólicas, ajudando a evitar colisões.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui