blank
Maior quinta de painéis solares em telhados, fica em Santa Catarina (Região Sul)

Santa Catarina tem a maior usina de painéis solares instalada em telhados da Região Sul

Durante vários meses a IntelBras recebeu informações dos seus distribuidores espalhados por todo o país de que os seus clientes queriam painéis solares, além das tecnologias que já comercializava.

Assim, no primeiro semestre de 2019 a empresa resolveu cumprir com o desejo dos seus clientes, até porque uma empresa que vai de encontro às necessidades dos seus clientes, acaba por crescer ainda mais!

Com esse investimento, a empresa cresceu, e ela própria acabou por investir em painéis solares. assim, aproveitando o espaço livre no telhado da sua fábrica, instalou a maior quinta de painéis solares da Região Sul. Tem agora uma nova sede com 46 mil metros quadrados, em São José, Grande Florianópolis, ao lado da Arena Petry, coberta por painéis solares.

A maior usina solar fotovoltaica instalada em telhados

A cobertura da fábrica tem 8238 metros quadrados, e é aí que está instalada a maior quinta de painéis solares. É assim considerada a maior da Região Sul.

Durante o ano 2020 espera-se que gere 1739 MW/h de energia.

E foi certificada pela Celesc, que é a empresa de distribuição de energia de Santa Catarina e a pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) como a maior quinta de painéis solares instalada em telhados na região sul.

Vai gerar energia suficiente para 725 habitações, que consumam até 200 kW/h por mês. Além disso vai também fornecer energia às instalações da fábrica onde foi instalada.

Esta usina solar fotovoltaica tem uma potência de 1.35 MWp, tendo na sua constituição 4119 painéis solares, cada um com 330 W, em modelo de 330P!

Segundo o Diretor da Unidade de Energia da IntelBras, Márcio Osli, esta nova fábrica vai permitir a divisão dos produtos comercializados pela empresa. Foi inaugurada em fevereiro de 2020, sendo que o negócio da energia solar vai continuar a ser o principal foco da empresa!

A IntelBras conta com mais de 40 anos no mercado, com várias filiais no Brasil e uma grande unidade comercial na China. Além disso investe em tecnologias de comunicação, segurança eletrónica e outras áreas.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

1 COMENTÁRIO

  1. Pena que são painéis de 330 Wp, já fora de linha ha pelo menos 2 anos.

    Se tivessem utilizado os atuais painéis de 440 Wp, poderiam produzir muito mais energia.

    Mas mesmo assim parabéns a todos que participaram do projeto e da construção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui