Paineis Solares Fotovoltaicos

Após anos de custos baixos a energia solar está cada vez mais cara

Foram anos em que os custos da energia solar eram baixos, no entanto, agora a energia solar está mais cara muito devido ao aumento do preço dos painéis solares desde o início do ano.

Ora, desde início do ano os preços dos painéis solares aumentaram em cerca de 18%, isto depois de nos últimos dez anos terem sofrido uma queda de valor em cerca de 90%!

Mas porquê este aumento repentino no preço da energia solar?

Relembremos que a queda dos custos da energia solar durante a última década permitiu que esta fonte de eletricidade se tornasse na mais usada do mundo, mas agora reverteu a tendência.

Uma reversão na tendência que se deve ao aumento astronómico do preço da matéria prima usada para a produção de painéis solares. O polissilício é a principal matéria prima usada na produção de painéis solares e neste último ano o seu valor quadruplicou, o que veio ameaçar o desenvolvimento de projetos e diminuir o consumo de energia solar, e consequentemente fazer com que a energia solar está mais cara.

Um revés no preço da energia solar numa altura em que grande parte dos Governos estão finalmente a apoiar iniciativas para minimizar as alterações climáticas.

Jenny Chase, analista chefe do grupo de pesquisa de energia limpa da BloombergNEF diz mesmo que esta “disrupção na energia solar nunca foi tão má em mais de uma década. Empresas e governos não podem esperar que a energia solar fique mais barata rapidamente”.

Consequências do aumento do preço dos painéis solares

O facto de a energia solar estar mais cara vai afetar a procura e vai atrasar projetos de desenvolvimento de grande envergadura. Projetos como os que a Canadian Solar tinha em planeamento.

Só para dar um exemplo, na Índia existem projetos de 10 GW que irão ser afetados com este aumento da energia solar, o que representa mais de 25% da capacidade de produção de eletricidade a partir da energia solar do país. Também nos EUA existem grandes projetos que podem ser adiados.

Atrasos que podem fazer com que o ano 2021 seja o primeiro ano negativo no que toca a novos projetos de energia solar a entrar em funcionamento.

Há projeto globais em espera, pois ainda não foram assinados os acordos de preço com os fornecedores, e que podem mesmo ser atrasados por mais tempo, a não ser que o cliente pretenda pagar um valor mais alto pela eletricidade.

Polissilício é o responsável pela energia solar mais cara

Polissilicio - Painéis Solares
Polissilicio

No centro desta crise encontramos o polissilício que é silício ultra refinado e uma das matérias primais mais abundantes para a produção de painéis solares. Este é facilmente encontrado nas areias das praias, mas uma falha na oferta do mesmo levou ao aumento inesperado do preço dos painéis solares.

É que os produtores de painéis solares estavam desejosos de aumentar a oferta para a procura por painéis solares, tendo assim aumentado as suas capacidades de produção, mas os fornecedores de polissilício não estavam à espera de tal aumento de produção e não conseguiram acompanhar o fornecimento da matéria prima!

Assim, o preço deste chegou a atingir 25,88 dólares/kg em relação aos 6,19 dólares/kg há um ano! Valores que deverão manter-se elevados até final de 2022, o que fará com que a energia solar seja mais cara.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui