Carregador Carros Elétricos Bidirecional

A Renault Group aliou-se à CEA para lançar um carregador mais compacto e altamente eficiente que irá reduzir em 30% as perdas de energia e recarregará mais rapidamente a bateria dos carros elétricos.

Conheça o novo carregador de carros elétricos com menos perdas e maior eficiência

A Renault Group e o CEA, uma empresa especialista em investigação, desenvolveram em conjunto um novo conceito que pretende colocar o carro como um pilar da rede elétrica.

Seguindo o princípio da V2G (vehicle-to-grid), esta tecnologia permite uma troca bidirecional que em breve permitirá aos veículos Renault restituir parte da eletricidade armazenada nas baterias para otimizar o funcionamento da rede e, assim, compensar a natureza intermitente das energias renováveis.

Procurando desenvolver as futuras gerações destas tecnologias V2G, e com o objetivo de as implementar até ao final da década, estas empresas desenvolveram em conjunto uma nova arquitetura eletrónica de conversor de potência diretamente integrada no carregador do veículo elétrico.

Este conversor de potência é o resultado de quase três anos de investigação, tendo sido objeto de 11 patentes conjuntas.

Ambas as equipas combinaram as suas competências no domínio da eletrónica de potência embarcada, em particular no campo dos materiais semicondutores de “band-gap”, sejam eles em nitreto de gálio (GaN) ou em carboneto de silício (SiC) para desenvolver uma nova arquitetura baseada nestes materiais.

Desta forma, permite reduzir as perdas de energia em 30% durante a conversão e diminui o aquecimento na mesma proporção, facilitando assim o arrefecimento do sistema de conversão.

Diminuição do volume do carregador e melhor desempenho na carga

Carregador Carros Elétricos Bidirecional
Novo carregador bidirecional para carros elétricos de alta eficiência – Renault Group

O trabalho realizado para otimizar os componentes ativos, os semicondutores, e os passivos, os condensadores e componentes bobinados, juntamente com a utilização de materiais de ferrite permitiu uma redução do volume e do custo do carregador.

Esta nova arquitetura do conversor oferece ainda uma capacidade de carga até aos 22kW em modo trifásico, o que permite carregar mais rapidamente o veículo e assegura ao mesmo tempo a durabilidade da bateria.

Esta arquitetura permite ainda que o carregador seja bidirecional, fazendo com que a energia armazenada na bateria possa, por exemplo, ser injetada na rede elétrica ou utilizada para suprir as necessidades energéticas de uma qualquer unidade autónoma desde que esta esteja equipada com um contador bidirecional.

Esta solução é compatível com os padrões de compatibilidade eletromagnética (EMC) das redes elétricas e do automóvel.

Vídeo – Como funciona um carregador bidirecional?

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui