Lâmpadas Alfredo Moser

A criatividade é uma qualidade inerente do brasileiro, é essa criatividade que é um dos maiores diferenciais de nossos compatriotas ao redor do mundo, inclusive Santos Dummont, que é um dos maiores inventores do Brasil, que possui ainda outros grandes inventores, como o padre Roberto Landell de Moura, o verdadeiro inventor do rádio, entre outros.

O Brasil estava fazendo um grande progresso na universalização da eletricidade, mas com a interrupção do programa Luz Para Todos, infelizmente ainda existem brasileiros nos lugares de mais difícil acesso que ainda não contam com algo tão básico como a eletricidade.

Mas Alfredo Moser criou uma lâmpada inovadora que pode causar uma nova revolução nesse processo de universalização, não apenas no Brasil, como em outros países ainda mais carentes, e nesse artigo traremos todos os detalhes dessa lâmpada e de seu criador.

Alfredo Moser teve a ideia de criar uma lâmpada pelo mesmo motivo da maioria dos inventores, a necessidade. Para quem não vivenciou houve um apagão e crise no abastecimento no país no início desse século, e foi nesse contexto que Moser criou uma lâmpada artesanal. A lâmpada não precisa de energia, pois funciona por reação química simples.

Esse projeto de Moser só se tornou em grande escala graças ao benfeitor e trabalhador do terceiro setor, o filipino Illac Diaz que vislumbrou que essa lâmpada económica, simples e sustentável poderia ser usada para iluminar locais carentes em seu país.

Illac possui uma ONG chamada “My Shelter Foundation”, focada em promover projetos sustentáveis de baixo custo. Junto com Moser e criando outra ONG, a Litro de Luz, Illac pode levar luz para lugares carentes não apenas nas Filipinas e no Brasil, mas também para outros países, como Honduras, Quénia e Colômbia.

Lâmpadas Alfredo Moser
Lâmpadas Alfredo Moser

Como são constituídas as lâmpadas de Alfredo Moser?

A lâmpada no começo era apenas uma garrafa que conseguia se iluminar por simples reações químicas, mas com o apoio intensivo de Illac, foi possível desenvolver mais o projeto.

Esse maior desenvolvimento resultou em uma lâmpada mais sofisticada, feita com uma garrafa plástica tipo PET, painéis solares bem simples e lâmpadas de LED integradas, permitindo que a própria lâmpada pudesse captar a energia que seria usada em seu funcionamento.

A intenção não é lucrar e revender as lâmpadas, mas espalhar a ideia. Inclusive a Litro de Luz faz oficinas e cursos para ensinar aos moradores de comunidades carentes a produzirem e fazerem a manutenção das próprias lâmpadas.

Isso tudo é feito mapeando comunidades, compreendendo as necessidades das mesmas comunidades, e capacitando, tanto moradores quanto voluntários para fazer o projeto criar frutos.

Video – As garrafas de Alfredo Moser

Aplicações da lâmpada sustentável

Lâmpada diurna

As lâmpadas diurnas são feitas através de uma simples mistura de água e alvejante que é colocada dentro de uma garrafa PET, permitindo a iluminação de ambientes internos durante o dia.

Lampiões

Os lampiões já são velhos conhecidos das comunidades do interior do Brasil, mas os lampiões antigos usam querosene ou outro produto inflamável como o gás, que além de perigoso, traz poluição.

Os lampiões que usam as reações químicas são mais duráveis e melhores para o meio ambiente, além de iluminarem melhor.

Lâmpada noturna

Essa é a principal utilização da lâmpada sustentável, podendo ser usada em ambientes fechados, como os cómodos da casa de uma família que não tenha acesso à eletricidade.

O projeto é simples, uma lâmpada de LED é colocada dentro de uma garrafa PET, e é sustentada pela energia de painéis solares que armazenaram energia ao longo do dia.

Postes públicos

Uma ideia ótima e que pode ser fundamental não apenas para o desenvolvimento de pequenas comunidades, como para combater a violência.

Novamente a simplicidade é marca dos postes, que são apenas lâmpadas com a tecnologia que já explicamos penduradas em canos de PVC que ficam apoiados em postes instalados no local.

Exemplo de efetividade, maior quilombo do país contemplado

Chapada Veadeiros - Lâmpadas Alfredo Moser
Chapada Veadeiros – Lâmpadas Alfredo Moser

Na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, existe uma comunidade chamada Kalunga. Essa comunidade quilombola agrega 40 famílias, mais de 600 pessoas.

A ONG Litro de Luz instalou 57 postes e ajudou a comunidade a montar 80 lampiões, melhorando a qualidade de vida das famílias. Essa, assim como outras ideias, mostra que resoluções simples podem resolver grandes problemas.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

  Subscrever  
Notificação de