Painéis Solares China

Com crescimento de 150% ao ano, parque instalado de painéis solares se torna alternativa para empresas e cidadãos. Saiba como são realizados o controle de qualidade e os testes para liberação destes equipamentos.

Energia Solar é uma boa opção para reduzir custos

Em meio a um cenário de crise econômica e diminuição de renda, a população brasileira começa a encontrar na energia solar uma alternativa efetiva para a redução de custos e acesso à energia limpa.

Dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mostram que o país já conta com 389 mil sistemas para captação de luz natural instalados, com crescimento anual de 150% no número de equipamentos, e cobertura efetiva em 90% dos municípios brasileiros.

Dos sistemas instalados, aqueles em residências representam 72,3% do total, seguido pelas áreas comercial, com 17,7%; rural, com 6,9% e industrial, 2,65%.

Já a iluminação pública, poder público e serviço público representam 0,42% dos sistemas fotovoltaicos – – nome dados aos painéis geradores de energia através da conversão direta da luz – instalados. Mesmo em meio à pandemia, os números de 2020 (121 mil) já ultrapassam o total de instalações feitas em 2019 (120.914).

A implantação desse sistema permite aos consumidores reduzirem gastos com a conta de luz, já que passam a comprar menos energia das concessionárias e gerar credito da energia gerada e não consumida.

A facilidade de acesso a este tipo de energia pode aumentar, uma vez que tramita no Senado Federal o PL 5.239/2020, que prevê linhas de crédito com juros baixos para que famílias menos favorecidas comprem equipamentos de energia solar, o que faz com que consumidores e empresários fiquem atentos aos requisitos de qualidade desses aparelhos.

“A etiquetagem compulsória, que é o sistema de avaliação da conformidade utilizado nos equipamentos de energia solar, é um processo que não envolve certificadoras. A empresa brasileira (obrigatoriamente com CNPJ) faz os ensaios, que são definidos nas Portarias do Inmetro nº 04 de 2011 e 357 de 2014, em laboratórios acreditados/homologados e de posse dos relatórios faz a documentação legal e técnica e solicita o registro diretamente ao Inmetro”, explica o conselheiro da Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac), Walter Laudisio.

Ao longo dos testes em laboratórios, os equipamentos passam por diversos ensaios, principalmente de desempenho.

Testes e ensaios nos equipamentos solares

Nas placas ou painéis solares, os testes realizados são:

  • Inspeção visual, que tem como objetivo a detecção visual de defeitos nos módulos;
  • Desempenho nas condições padrão de teste, que visa determinar as características elétricas do módulo nas condições padrão de teste;
  • Isolamento elétrico, que verifica o isolamento elétrico entre os terminais elétricos (+ e -) do módulo e sua moldura metálica;
  • Resistência de isolamento em condições de umidade, que verifica o isolamento elétrico entre os terminais elétricos (+ e -) do módulo e sua moldura metálica em condições de umidade.

Ensaios nos controladores de carga e descarga

Controlador Solar
Controlador de Carga Solar

Ensaios em condições nominais, queda de tensão, tensão de desconexão e reposição do painel fotovoltaico e compensação por temperatura, tensão de desconexão e reposição das cargas, e autoconsumo.

Ensaios em condições extremas de proteção contra sobretensões na entrada do painel fotovoltaico, contra inversão de polaridade na conexão do painel solar, contra inversão de polaridade na conexão do acumulador, contra inversão na sequência de conexão bateria-módulo, e contra curto-circuito na saída para carga.

Recomendamos: Dimensionamento do controlador de carga para um sistema solar

Testes nos inversos de sistemas solares fotovoltaicos

Microinversores Solar Fotovoltaico
Microinversores Solar Fotovoltaico

Para os inversores de sistemas fotovoltaicos autônomos, também são realizados ensaios em condições nominais (autoconsumo; eficiência, distorção harmônica, regulação da tensão e frequência; sobrecarga), e ensaios em condições extremas (proteção contra inversão de polaridade, proteção contra curto-circuito na saída, eficiência, distorção harmônica, regulação da tensão e frequência em ambiente a 40ºC).

Os inversores conectados à rede passam por testes de cintilação, injeção de componente contínua, harmônicos e distorção de forma de onda, fator de potência, injeção/demanda de potência reativa, sobre/sub tensão, controle da potência ativa em sobrefrequência, reconexão, entre outros.

Testes nas baterias para sistemas Solares Fotovoltaicos

As baterias também passam por ensaios, que são: capacidade, durabilidade, retenção de carga (autodescarga), regeneração da capacidade e eficiência de carga/descarga.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui