Energia Solar Fotovoltaica

Décadas antes do previsto, energia solar chinesa, atinge paridade de rede em todo o país

Um verdadeiro milagre chinês, este que ocorreu na energia solar. É que décadas antes do que estava inicialmente previsto, a rede energética chinesa atingiu a paridade no mercado da energia solar.

Significa que a energia solar voltou a ser mais barata que a eletricidade na rede energética chinesa, um avanço que pode impulsionar as perspetivas da energia solar industrial e comercial.

Preço da energia solar com paridade ao valor da eletricidade da rede elétrica

Projetos analisados em cada cidade por investigadores da KTH Royal Institute of Technology de Estocolmo concluíram que ao dia de jogo, poderiam ser construídos, sem recurso a subsídios, a preços ainda mais baixos do que aqueles fornecidos pela rede elétrica, e cerca de 22% poderiam competir com os preços da eletricidade a carvão de todo o país.

O ponto de paridade da rede, ou seja, o ponto de inflexão em que a geração solar custa o mesmo que a eletricidade da rede, representa assim uma etapa chave na expansão das fontes de energia renováveis.

Outros estudos indicaram que determinados países da União Europeia e os EUA atingiriam a sua paridade da energia solar com a rede elétrica pelo ano 2020, mas que na China iriam ter que esperar décadas!

Está-se assim perante um verdadeiro milagre da China, visto que atingiram essa paridade décadas antes, contrariando os estudos. Entretanto, estes novos estudos, como um publicado na Nature Energy, conclui que a combinação de avanços tecnológicos, diminuição de custos e apoios governamentais foram essências para alcançar a paridade da energia solar com a rede elétrica na atualidade.

Apesar de alcançada a paridade na rede, não se espera um aumento da absorção da energia solar.

Preço da energia solar na China é competiitva

O mercado da energia solar chinesa expandiu-se rapidamente a partir de um pequeno programa rural no início da década de 1990, sendo agora o maior do mundo.

A China é o maior produtor de energia solar, bem como o maior instalados de painéis solares!

Tem como capacidade instalada de painéis solares durante 2018 a mais de um terço do total mundial, com o país a representar metade das expansões solares do mundo durante esse ano.

Desde 2000 que o governo chinês deu a conhecer mais de 100 políticas de apoio à indústria fotovoltaica, e o progresso tecnológico veio ajudar a que o mercado da energia solar seja menos dispendioso. Facto que levou a que o custo da eletricidade proveniente da energia solar baixasse.

Preços da energia solar na China
Preços da energia solar na China

Jinyue Yan, professor do Royal Institue Technology sueco, constante que este desempenho deslumbrante foi acelerado pelos subsídios governamentais, mas também com devido ao Governo Chinês investir demasiado em construção redundante e excesso de capacidade. Sendo que o governo pretendeu levar a industria fotovoltaica a um patamar de investimento mais sustentável e eficiente, tendo ajustado as politicas de incentivos com a nova política 531 chinesa.

Os cortes de subsídios sob essa política no decorrer de 2018 foram um sinal de que o governo pretendia que a industria das energias renováveis fosse menos dependente dos apoios governamentais e mudasse assim o seu foco para a qualidade.

Estas mudanças levaram a uma encruzilhada por parte da indústria, nomeadamente de quando a geração de eletricidade a partir da energia solar iria alcançar a paridade com a rede elétrica.

Para tentar chegar a esse resultado, Yan e a sua equipa analisaram vários projetos solares, industriais e comerciais, sem apoio governamental e 344 cidades chinesas. Estimaram assim o preço total por vida dos sistemas de energia solar nessas cidades, tendo em conta os custos brutos e os lucros, já tendo por base o valor investido em projetos, produção de eletricidade e preços comerciais.

Estabeleceram ainda quais as instalações em cada cidade poderiam fornecer a eletricidade mais barata que a rede, bem como uma comparação da energia solar com o preço da energia gerada nas centrais a carvão.

Chegaram à conclusão que 22% das cidades poderiam ter sistemas solares capazes de produzir eletricidade a partir da energia solar a preços mais baratos que as centrais a carvão!

Aposta contínua na energia solar

A diminuição dos custos da energia solar, em especial dos painéis de silício cristalino, significa que a tendência na China também está a ocorrer um pouco por todo o mundo. Já a Agencia Internacional de Energia Renovável, havia dito em maio de 2019 que em 2020 a paridade da rede poderá ser norma mundial para toda a indústria solar!

A conclusão de que a energia solar industrial e comercial é mais barata que a energia da rede significa que o mercado a nível mundial poderá passar a adotar a energia solar. Sem subsídios e seus impactos distorcidos, conduzidos pelos benefícios comerciais.

Outros pontos a ter em conta

Chase, da agência Bloomberg tem uma visão mais calculista. Pois diz que estes valores são conhecidos desde há 1 ano. Dizendo ainda que não significa que tenha havido uma grande implantação da energia solar industrial e comercial, mas sim que se deveu ao pensamento a longo prazo, para que o investimento seja visto como compensatório.

É que a vida útil de um sistema fotovoltaico é de cerca de duas décadas, sendo que a vida média de uma empresa chinesa é de apenas 8 anos. Tudo poderia mudar se as empresas não fossem incomodadas a maior parte do tempo. É que por toda a europa há telhados onde a energia solar poderia poupar dinheiro, mas todos sabemos que não há gente disposta a fazê-lo!

Mas houve um outro investimento mais emocionante no início de 2019, quando o governo chinês desenvolveu uma política de energia solar livre de subsídios.

O que implicou garantir um preço para a energia proveniente das centrais a carvão durante os próximos 20 anos, levando a que seja um preço baixo e levando a que surjam muitos projetos agradáveis e de baixo risco!

Mudanças pequenas, mas significativas a longo prazo

Yan e a sua equipa apresentou ainda pequenas mudanças nas políticas que poderão ajudar a que surjam mais incentivos económicos, que em combinação com a paridade da rede, permitirão a aposta em sistemas de energia solar.

Os custos das tecnologias podem ter diminuído para projetos solares pequenos, como os implementados nos telhados. Mas atenção que os chamados custos baixos, incluem a instalação e a manutenção, tendem a ter grande impacto. Especificamente dizem que aspetos como o financiamento, a aquisição de terrenos e alojamento da rede, representam mais de metade do custo total.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui