Eco2blocks Construção Sustentável

Sabia que pode fazer a sua casa com CO2? Sim, leu bem… dióxido de carbono! A ideia partiu da startup portuguesa eCO2Blocks da Universidade da Beira Interior.

Esta tecnologia foi premiada em Bruxelas, e tem como líderes Pedro Humbert e João Gomes. Estes blocos de construção civil são reciclados e quando entrarem no mercado já terão ganho um prémio europeu de inovação…

Blocos do futuro na construção civil?

Para já ainda se encontra em fase de prototipagem, fase final, mas serão um novo tipo de blocos para usar na construção civil. Estes são criados a partir de materiais reciclados, água não potável e CO2!

Será no segundo semestre de 2019 que esta tecnologia é esperada no mercado, e irá chegar com um prémio no currículo, ao ter vencido a final internacional da Climate Launchpad, iniciativa da Comissão Europeia para premiar ideias de negócios amigas do ambiente.

A eCO2Blocks teve a sua génese na tese de doutoramento de Pedro Humbert, em que este usou resíduos industriais da Siderurgia Nacional na indústria da construção e do seu investigador e orientador de tese, João Castro Gomes, que já tem grupos nacionais e internacionais dos setores da construção e da energia como potenciais clientes.

E visto que o segredo é a alma do negócio, o duo não revela o nome dos potenciais interessados. Sendo assim que tanto o nome dos potenciais clientes, como de potenciais e atuais parceiros é segredo, tudo confidencial.

Onde se basearam para criar os blocos de CO2?

Começou tudo nos resíduos industriais. Para já com os resíduos da Siderurgia Nacional, que são endurecidos com recurso a CO2, pelo menos nesta fase! Pedro Humbert explica o processo “Na prática, replicamos e aceleramos o que a natureza faz nas pedras calcárias, com um processo de carbonatação. Se o cimento é misturado com água para endurecer, nós juntamos dióxido de carbono concentrado para garantir isso”.

O prémio atraiu mais atenções para o nosso trabalho, mas já tínhamos clientes para a solução que propomos”, rematou.

Eco2blocks Construção Sustentável - Prémio
Eco2blocks Construção Sustentável – Prémio Climate Launchpad Grand Final

Estão também a terminar o processo de certificação destes novos blocos para construção civil, sendo que a patente foi já registada em Portugal e está em fase de registo a nível internacional. A etapa seguinte está já pensada e será entrar no segmento das estruturas de construção, como pilares e vigas, mas será um processo ainda mais exigente e demorado em termos de certificação!

Construir a sua casa com blocos CO2 será mais rápido, mais barato e mais verde

Os dois investigadores estão esperançados no projeto, especialmente devido aos estudos de viabilidade económica. É que o processo de fabrico deste tipo de blocos é 10 vezes mais rápido e 50 por cento mais barato do que os tradicionais blocos de cimento!

O especialista garante “A resistência ao fogo atinge os 900 graus Celsius, contra os 400 graus do cimento. A resistência mecânica é cinco vezes superior” além disso, o cimento consome recursos naturais e é extremamente poluente aquando da sua produção.

Assim com a eCO2Blocks teremos garantida a utilização de resíduos e dióxido de carbono que é retirado da atmosfera e assim armazenado nos blocos. Solução que irá permitir a redução de 2/3 das emissões de CO2 quando comparado com o cimento.

Olhando ao consumo da construção civil em Portugal e Espanha num ano, estamos a falar em mais de 600 mil toneladas. Os blocos são pretos por fora, mas são um produto verde”, garante!

Problema… está na exigência do processo industrial, de todo ele. Segundo Pedro Humbert “Tudo tem de ser cuidadosamente controlado em termos de regras e condições de produção”.

Mas na fase de produção já será sem a eCO2Blocks, sendo que o seu único objetivo é desenvolver a tecnologia e depois vender a licença de utilização numa base de royalties, mas mantendo o suporte técnico ao processo.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

2
DEIXE O SEU COMENTÁRIO

2 Comentários da discussão
0 Respostas aos comentários
2 Seguidores
 
Comentário mais ativo
Discussão mais ativa
2 Comentários dos autores
  Subscrever  
mais recente mais antigo mais votado
Notificação de
Murilo Andrade Paixao

Muito bom processo! Uma forma sustentável de produzir e absorver os resíduos antes produzidos.
Parabéns!

António José Pacheco da Cunha

Excelente produto. Parabéns, desejo o maior sucesso.