China-ponte-hong-kong-macau

Maior ponte marítima do mundo liga Hong Kong-Zhuhai-Macau, custou mais de 20 biliões de dólares, e foi construída com mais aço do que 60 Torres Eiffel! Segundo os peritos é a maior ponte marítima do mundo e a mais resistente do mundo perante furacões!

A ponte irá ligar três províncias, Hong Kong, Zhuhai, Macau, atravessando as águas do Rio Pearl, e durante vários quilómetros não haverá terra à vista, à medida que vamos entrando na ponte através de Hong Kong.

São 55 quilómetros de ponte, tornando-a assim na maior ponte jamais construída sobre a água. Foram sete anos de desenvolvimento até se conseguir chegar à conclusão da mesma. Assim, no dia 4 de maio de 2018, a maior ponte marítima foi revelada pela China (apesar de já ter sido inaugurada em 2016).

Ponte-Hong-Kong-macau

Curiosidades sobre a maior ponte marítima Hong Kong-Zhuhai-Macau

Podemos comparar, mas de modo injusto, esta ponte à Ponte 25 de Abril, que tem pouco mais de 2 quilómetros de comprimento. Assim esta ponte marítima é 25 vezes maior do que a Ponte 25 de Abril.

Na sua construção foi usado aço equivalente a 60 Torres Eiffel (a Torre pesa 7 mil toneladas).

A maior ponte marítima é composta por quatro segmentos, nomeadamente três de ponte e um túnel submarino. Facto que exigiu ainda a construção de quatro ilhas artificiais.

Foi projetada para funcionar durante 120 anos. Sendo assim resistente a furacões, tendo para isso tido em conta algumas considerações como o fluxo das águas marítimas, e fatores ambientais.

Outro ponto curioso, é que a construção não é toda Chinesa. Além dos engenheiros chineses, recorreram ainda a especialistas em pontes do Reino Unido e Japão, além de outros 11 países que estiveram envolvidos na construção da mesma.

Porque foi construída a Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau?

Esta ponte foi pensada ainda em 2003, mas envolvida em grande controvérsia. É que não foi apenas construída para demonstrar as capacidades de engenharia chinesas, mas sim como símbolo de crescimento geopolítico do país.

Assim a ponte pode ser vista como um manifesto físico da China mostrar a sua liderança na região. Especialmente para o desenvolvimento do chamado “Greater Bay Area”, região que irá rivalizar com San Francisco, New York e Tokyo, relativamente a inovação tecnológica e sucesso económico. Estando assim as 11 cidades, que compõem essa área de negócios, ligadas de modo mais rápido.

Ponte-Hong-Kong-macau-china-greater-Bay-Area-1

Segundo Marcos Chan, consultor imobiliário, revela que a região está já a recolher os frutos desta construção. “Apenas ocupa 1% da terra da China, com menos de 5% da população, mas já produz 12% do PIB da China”. E quando comparado com outros países mundiais, diz que a “Greater Bay Area já é a 11ª economia mundial”.

Mas muito há a fazer de modo a que esta área de negócios possa competir com outras mundiais. E isso terá que ser trabalho do governo.

Ponte-Hong-Kong-macau-china-greater-Bay-Area

Sendo que a ponte foi o primeiro passo, pois assim as três cidades passam a estar ligadas por carro em pouco mais de 30 minutos, quando antes demoravam três horas.

Está assim dado um grande passo para a economia chinesa se desenvolver ainda mais!

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

  Subscrever  
Notificação de