Cuidados baterias carros eletricos

Bastam 5 minutos a carregar e a bateria fica com 400km de autonomia

Enevate está a deliciar os entusiastas dos carros elétricos, ao anunciar o desenvolvimento de uma nova bateria que com apenas 5 minutos de carga permite uma autonomia de 400km!

Sobre o projeto da Enevate

O projeto da Enevate recorre à tecnologia dos ânodos de silício, que armazenam mais energia num menor período de tempo. Esta é uma solução que muitas empresas do setor têm vindo a aplicar, ou seja, substituir os ânodos de grafite (que encontramos nas baterias iões de lítio) por versões com ânodos de silício!

Mudança que, na teoria, permitiria que os veículos elétricos, tivessem uma maior autonomia, com apenas uma carga! E foi nisso que a Enevate pegou…

A Enevate, sediada em Irvine, Califórnia, criou uma espécie de filme poroso, constituído principalmente por silício puro. U projeto que fica mais barato, mas que pode dar ao veículo elétrico 30% mais de autonomia do que se usasse uma bateria normal.

E vão mais longe, garantindo que com apenas 5 minutos de carregamento, o carro elétrico consiga uma autonomia de cerca de 400km!

Carregamento de baterias em 5 minutos

Se realmente se comprovar, e for adotada pela indústria, será um desenvolvimento tecnológico gigantesco que irá permitir tornar a produção de veículos elétrico mais barato.

O carregamento das baterias de iões de lítio atualmente provém dos iões que se movem do cátodo para o ânodo, e assim quantos mais iões conseguirem reter, maior será a sua capacidade de energia, e assim maior autonomia terá a bateria!

O silício

Em teoria, o silício pode armazenar até dez vezes mais energia que o grafite, mas tem alguns senãos… pois também contrai e expande drasticamente, sendo que se desfaz ao fim de vários ciclos de carga. E para contornar esse problema, alguns fabricantes do setor, como a Tesla, adicionaram algum silício ao pó de grafite, para assim evitar problemas.

O pó ao ser misturado com um aglutinante, é então revestido por uma fina folha de cobre, formando assim o ânodo. Só que a Enevate não usa aglutinantes de plástico! Recorre a um processo próprio, em que cria o filme de silício poroso, superfino, diretamente nua folha de cobre.

Processo esse que não requer silício de alta qualidade, assim os ânodos desse tipo serão mais baratos que os seus equivalentes de grafite com a mesma capacidade. Este processo desenvolvido pela Enevate permite que se carregue uma bateria até 75% da sua carga, em apenas 5 minutos de carga, e o melhor, é que não lhe provoca degradação.

Esta técnica de produção desenvolvido pela Enevate vai assim permitir a produção de ânodos de silício rapidamente, permitindo assim a produção em massa da tecnologia. A Enevate diz ainda estar a trabalhar com várias empresas do ramo automóvel para aplicar a sua tecnologia em veículos elétricos até 2025!

2 COMENTÁRIOS

  1. Mais e mais pesquisas, a cada dia mais promissoras! Não demorará para que vejamos os veículos elétricos atingindo um patamar jamais antes visto. Menor peso, maior autonomia e tempo de recarga muito menor! É o futuro!!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui