Baterias orgânicas - Carros Elétricos

Baterias orgânicas, um novo olhar sobre a energia nos automóveis elétricos do futuro

No início deste ano a Mercedes lançou o seu novo protótipo Vision AVTR para direção autónoma.

Um sistema elétrico independente com tração às quatro rodas permite que o carro se mova lateralmente. No entanto, foi nesta demonstração que demos conta da bateria fina e plana do novo protótipo da Mercedes.

Surpreendentemente, tem apenas 10 centímetros de altura e foi anunciado com uma alta capacidade de 110 kWh, dando a este protótipo uma autonomia de aproximadamente 700 quilómetros.

As baterias orgânicas serão o futuro dos carros elétricos?

A tecnologia desta bateria é revolucionária, pois é orgânica, ao contrário das conhecidas até agora, de composição metálica, baseando a sua operação em grafite, um composto de carbono puro semelhante ao grafite usado na mina de lápis, com a vantagem ambiental de fabricar baterias de carbono neutro para a natureza, uma vez que a grafite é 100% reciclável por compostagem.

Mercedes-Benz VISION AVTR
Mercedes-Benz VISION AVTR

Como se sabe, em termos económicos, a sua produção não depende de minerais como lítio, cobalto ou cobre. Estes metais estão expostos a grandes variações de preço devido à sua escassez e localização geográfica.

De qualquer forma, embora seja uma tecnologia promissora que já funciona em laboratório, a sua aplicação prática não estará no mercado durante pelo menos os próximos 20 anos, considerando que é o tempo estimado para ir das atuais baterias de iões de lítio para estas baterias orgânicas.

Qual será o futuro das baterias do setor automóvel?

De facto, quando falamos sobre o futuro, teremos que esperar pelo menos até 2039, embora este mercado possa evoluir e ter um aumento de 25% na autonomia durante este período. Nesse caso, isso significaria a possibilidade de atingir um alcance de 1000 quilómetros com uma carga.

A tecnologia orgânica à base de grafite não é o único caminho atualmente desenvolvido no campo das baterias do setor automóvel elétrico. Segundo algumas informações, atualmente está a ser testada uma bateria sólida que está a substituir o eletrólito líquido nas baterias convencionais por uma sólida feita de material cerâmico.

Entre as suas vantagens estão o facto de serem compactas e modulares, além de evitar super aquecimento. Nesta questão, estas baterias têm a vantagem de não usar um material inflamável, como ácido. No entanto, têm a grande desvantagem de possuir um carregamento mais lento.

Vídeo de apresentação do Mercedes Vision AVTR

Mercedes-Benz VISION AVTR: The Vision of Tomorrow’s Next Big Thing

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

1 COMENTÁRIO

  1. Diante desta tecnologia garanto q o lençol e outro pontuada Natureza ficarão sadios p o uso do povo! Parabéns inventor, e invento, mto bom parabéns mesmo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui