Como ler os valores e comunicar a leitura do contador de eletricidade

ERSE alerta para Burlas de 60 euros nas inspeções periódicas de água e luz

No momento em que Portugal luta frente ao COVID-19, os crimes de burla estão a aumentar.

Há também falsos inspetores a realizar inspeções periódicas de água e luz. De acordo com a Entidade Reguladora dos Serviços energéticos (ERSE), os burlões cobram 60 euros.

Os indivíduos batem à porta das vítimas e dizem que vem fazer uma inspeção periódica à sua instalação de gás ou de eletricidade, que é obrigatória e que tem de pagar cerca de 60 euros.

A ERSE contactou as empresas de eletricidade e de gás natural, cujo nome está a ser usado e confirmou que, durante o período da pandemia causada pelo Covid-19, não estão previstas quaisquer inspeções periódicas nas casas dos consumidores, salvo em situações urgentes ou solicitadas pelo consumidor e agendadas.

Caso tenha dúvidas, pode contactar o seu fornecedor! Para se prevenir, pode ainda exigir a identificação de quem lhe bate à porta quando solicitar algum serviço ao seu fornecedor ou operador da rede de eletricidade ou de gás natural.

Desde o início do Estado de Emergência, no dia 18 de março, a maior rede social de consumidores em Portugal, registou 356 reclamações por burla e fraude, cerca de 16 queixas por dia.

Em tempos confinamento e maior utilização das plataformas digitais, o Portal da Queixa alerta a comunidade online para as 5 principais burlas que estão a ser praticadas.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui