Armazenar Energia com Cascas de Ovo

As cascas de ovo podem vir a ser usadas na indústria das energias renováveis como baterias para armazenar a energia solar e eólica. Esta ideia é de alguns investigadores que estão a querer seguir a máxima de que nada se perde, tudo se transforma.

O projeto partiu por Manickam Minakshi, investigador da Universidade Murdoch (Austrália). Ele já detém experiência com vários materiais que podem ser usados para armazenar energia, nomeadamente em torno das cerâmicas de iões de lítio e baterias de sódio.

Agora e seguindo esses seus estudos, tentou encontrar novas formas de armazenamento de energia; como a utilização das cascas de ovo.

Aplicação das cascas de ovo para armazenar energia

Foi em 2017 que nasceu o projeto das cascas de ovo como forma de armazenamento de energia. E isso pode ser possível devido ao seu elevado nível de carbonato de cálcio.

É que quando cozidas a mais de 300ºC, o carbonato de cálcio transforma-se em óxido de cálcio, mudança que torna a casca de ovo num excelente condutor de eletricidade. Descoberta que veio permitir a criação de uma bateria alternativa para guardar a energia proveniente dos painéis solares e dos aerogeradores.

Antes de serem aquecidas, as cascas de ovo são um elétrodo positivo, depois de aquecidas, passam para um elétrodo negativo.

Outros estudos envolvendo as cascas de ovo e energias renováveis

Há ainda outros investigadores que estudam a possibilidade de converter as membranas e as claras de ovo em materiais de alto rendimento, como os supercondutores.

Esses supercondutores de alto rendimento, são dispositivos eletroquímicos que permitem armazenar 10000 vezes mais energia, no mesmo tamanho. Há alguns que permitem armazenar até 3000 farad. São só vantagens neste novo sistema de armazenamento de energia em desenvolvimento.

Sendo a alta densidade de energia, ciclos rápidos de carga e descarga excelentes pontos a favor quando comparadas com baterias recarregáveis tradicionais. Mas ainda assim esta tecnologia armazena pouca energia!

Membrana da casca de ovo será a solução?

Para reduzir essa limitação – pouca capacidade de armazenamento de energia – a membrana da casca de ovo pode ser a solução.

Nos testes realizados até agora, a membrana tem-se revelado eficiente, mesmo depois de 10 ciclos de carga e descarga num eletrólito ácido.

Recorreram ao carbono das claras para criar um material poroso que funcionasse como um ânodo existente numa bateria de iões de lítio. Conseguiu-se uma capacidade de 1800 miliamperes horas por grama, capacidade que nunca havia sido registada.

Outro facto a realçar, é que o uso das cascas de ovo carbonizadas resulta bem num eletrólito à base de água, permitindo assim a substituição dos eletrólitos poliméricos comuns (que são caros e tóxicos).

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here