termoventiladores-perigosos-deco

Se pensa em comprar um aquecedor para a sua casa, vulgo termoventilador, fique a saber que no mercado existem vários modelos perigosos! O Alerta partiu da DECO, Associação Portuguesa Para a Defesa do Consumidor.

Segundo um estudo realizado nos últimos meses e publicado a 27 de outubro de 2017, a conclusão a que se chegou foi que pelo menos 14 aquecedores à venda em Portugal são muito perigosos, e como tal os portugueses devem de os evitar comprar.

Os técnicos da associação testaram os termoventiladores com um modelo de funcionamento anormal. Primeiro simularam o sobreaquecimento do equipamento (deixando várias horas seguidas a trabalhar) e também avaliaram o estado do equipamento após uma queda!

Devido a esse teste de funcionamento anormal, detetaram que parte do equipamento elétrico, bem como as resistências ficaram acessíveis, especialmente após o teste de queda. O outro problema identificado foi que os plásticos não resistiram ao sobreaquecimento, havendo partes plásticas que ficaram derretidas.

Como foi efetuado o teste aos Termoventiladores

  1. Colocaram os equipamentos numa câmara climatizada, com cerca de 30 metros cúbicos, tendo depois analisado a eficácia a aquecer e compará-la com a eficácia anunciada pelo fabricante.
  2. Deixaram-nos atingir temperaturas entre os 20 e 25 graus Celcius, e depois avaliaram a temperatura em vários locais da sala.
  3. A sala estava a uma temperatura inicial de 15 graus Celcius, tendo depois sido cronometrado o tempo que a mesma demorou a atingir os 22 graus Celcius. Após isso, variaram a temperatura da sala para analisar o funcionamento do termostato (ver se ligava ou desligava consoante a temperatura de conforto).
  4. Foi ainda verificado o nível de ruído dos equipamentos a funcionar.

Lista de Termoventiladores Perigosos

Assim, segundo o estudo publicado, estes são os 14 modelos de aquecedores que devemos evitar comprar.

Veja a lista dos resultados dos testes realizados pela DECO aos termoventiladores.

A DECO recomenda que se tiver lareira, a use, invés de adquirir um destes modelos perigos, pois estes modelos durante os testes ficaram com partes elétricas acessíveis e em sobreaquecimento!

Tenho um aquecedor perigoso, o que fazer?

Se é um dos lesados com um destes equipamentos e só agora teve conhecimento deste estudo, e se o adquiriu recentemente, deixamos um conselho. O conselho passa por se dirigir à loja onde comprou o Termoventilador perigoso e o tente trocar por outro Termoventilador sem problemas de segurança!

Digo “tente”, pois a loja não é obrigada a trocar um equipamento a funcionar bem. Ele terá é este “rótulo” de perigoso, devido ao teste efetuado.

Em alternativa, pode apresentar uma reclamação ao fabricante e esperar por uma solução.

Como escolher um Termoventilador seguro

Se procura por um termoventilador seguro para a sua casa, primeiro tem que evitar os modelos que apresentamos abaixo. Ainda que sejam mais baratos, não cumprem determinados critérios de segurança e como tal não convém arriscar os seus bens!

Aquecimento para casa

Primeiro tem que determinar a potência necessária de um aquecedor.

Essa potência é proporcional à área da divisão onde o vai usar. Assim, por cada 10 a 15 metros quadrados tem que contar com cerca de 1000W. O que para uma sala de 30 metros quadrados corresponde a um equipamento entre 2000 a 2500W.

E não precisa de comprar outro termoventilador menos potente para uma segunda divisão mais pequena. Basta regular o termostato do equipamento. Por exemplo, se quer usar o aquecedor com 2500W num quarto com apenas 15 metros quadrados, reduza a potência para metade!

Cuidado com os modelos com ventoinha

Apesar de serem mais rápidos a aquecer, estes modelos são ruidosos, o que durante a noite pode provocar dissabores, especialmente se o tiver no seu quarto. Assim o aconselhado para as zonas de descanso, especialmente durante a noite é um convetor!

Manuseamento fácil

Ninguém vai andar com um equipamento pesado de um lado para o outro. Assim opte por equipamentos leves, fáceis de transportar e manobrar. Mas claro, que seja robusto e não caia facilmente!

Opte pelos modelos com termóstato digital e um temporizador, idealmente com sensor de temperatura de conforto, para assim ser mais fácil regular e manter a temperatura selecionada (se bem que são modelos mais caros).

Outro ponto a ter em conta no manuseamento, é aquando o retirar da caixa, se é necessário montar ou não o termoventilador. Há modelos que trazem rodas para montar, e como tal temos que ter a certeza se é fácil de manobrar e resistente.

Termoventiladores para casa e banho

Se pretender um aquecedor para casa de banho, tenha atenção às caraterísticas. Pois nem todos são adequados, devido aos vapores dos banhos. Assim, na placa de caraterísticas os modelos adequados para casa de banho devem ter a indicação IP21 ou superior!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO...