Carregamento Baterias de Veículos Elétricos

A evolução nas vendas dos carros elétricos tem representado uma boa notícia em termos ambientais, mas já começa a fazer as suas primeiras vítimas.

Os operadores da rede elétrica alemã apontam para uma saturação na distribuição, algo que irá forçar o governo alemão a colocar limites nos carregamentos domésticos.

Alemanha poderá limitar potência da carga dos veículos elétricos

Com o aumento generalizado dos combustíveis, muitos condutores estão a optar por substituir os seus carros a gasóleo e gasolina por modelos elétricos ou híbridos.

Se em termos ambientais esta mudança tem grandes benefícios, está, por outro lado, a criar grande preocupação nos operadores de rede elétrica.

Na Alemanha, os operadores têm avisado o governo que a rede elétrica tem mostrado sinais de saturação, estando a ser identificadas algumas sobrecargas.

Em determinadas alturas, resultante da acumulação do carregamento de carros elétricos em postos públicos e privados juntamente com a utilização das bombas de calor a nível doméstico e à crescente utilização de equipamentos elétricos também no mercado empresarial, tem sido registado um consumo excessivo que pode levar a uma quebra no fornecimento de eletricidade aos consumidores.

Carregamentos domésticos limitados a 3.7 kWh

Carregamento Baterias de Veículos Elétricos

Ciente destas dificuldades, o governo alemão prepara-se para impor medidas para controlar esta nova realidade.

Os mais de 50 mil postos de carregamento públicos irão ficar inalterados, no entanto, os carregadores domésticos poderão em breve ser limitados a 3.7 kW.

Intitulada pelos alemães como estrangulamento forçado, existem ainda diversas dúvidas sobre a sua aplicabilidade.

Além de ser contestada por apenas interferir nos carregamentos domésticos, fala-se também que irá ter uma limitação de 2 horas, embora não haja nenhum critério para definir em que horas será limitado.

Em termos práticos, a limitação do carregamento a 3.7 kW fará com que um carro com bateria de 30 a 40 kWh poderá demorar 10 horas a carregar.

Se considerarmos uma bateria de longo alcance com 110 kWh, então passamos a necessitar de 30 horas para carregar 80% da bateria.

Mantém-se a discórdia sobre o impacto dos carros elétricos na rede

Com o crescimento das vendas de carros elétricos, cresce também a discórdia sobre o seu impacto.

Por um lado, vários estudos apontam que o impacto na rede elétrica é diminuto. É o caso de um estudo recente da Bloomberg que refere que se 50% da frota fosse elétrica apenas veríamos um crescimento de consumo elétrico de 9%, podendo chegar entre 11% a 15% se considerados os autocarros e camiões. Com 90 a 100% da frota elétrica seria registado um aumento de 27%.

Por outro lado, com apenas 50 mil carregadores públicos (a Alemanha quer instalar mais 1 milhão até 2030), já se começam a sentir os efeitos dos carros elétricos na rede, tendo até já feito disparar o aviso vermelho nos operadores devido à saturação da rede.

Mantém-se assim a dúvida sobre o verdadeiro impacto da mobilidade elétrica e das alterações que serão necessárias para que a rede possa albergar uma frota completamente elétrica.

Vídeo – Como carregar um Veículo Elétrico

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui