Painéis Solares fotovoltaicos SolarWorld o valor real da qualidade

solarworld-real-value

A SunFields Europe é o distribuidor oficial da SolarWorld desde 2010. A SolarWorld submete todos os módulos fotovoltaicos a uma série de testes internos que superam em muito os exigidos pela Norma IEC.

Por isso este rendimento e qualidade da SolarWorld são reconhecidos como os mais elevados no mercado fotovoltaico a nível mundial.

A SolarWorld é um fabricante alemão, com mais de 40 anos de experiência no fabrico de módulos fotovoltaicos e que já garantiram o máximo do reconhecimento dos testes mais exigentes do mercado, superando todos aqueles com a maior valorização.

Os resultados do rendimento das instalações fotovoltaicas realizadas com a SolarWorld, os testes Solar-World que superam amplamente os exigidos pela Norma IEC e o resultado do PV+Test 2.0, feito pela TÜV, que o designa como o painel com melhor qualidade do mercado, tornam os inversores da SolarWorld mais seguros para qualquer sistema fotovoltaico que pretenda o máximo rendimento e ausência de incidências.

Em que consiste o PV+Test?

O PV+Test atribuiu a melhor pontuação ao painel com a maior qualidade do mercado, o rendimento com o primeiro lugar nos testes mais exigentes e confiança garantida pelo serviço técnico e o pós-venda em permanência.

A SolarWorld obteve o grau máximo de pontuação no PV+Test, sendo reconhecido assim como o painel de maior qualidade do mercado desde o ano de 2013.

O PV+Test é um teste independente que incide nos painéis solares, realizado pela TÜV Rheinland em colaboração com a SolarPraxis e comprados diretamente no mercado. Ou seja, não são os fabricantes que enviam o painel mas a TÜV Rheinland que, anonimamente, compra as mostras no mercado real (este é um ponto importante).

PV+Test e que relevância deve ser dada a cada um deles. Depois de terminado o teste, cada fabricante é informado do resultado final, e o fabricante decide se divulga ou não os resul- tados e, por conseguinte, os torna públicos.

Os resultados são publicados, periodicamente, na revista PV-Magazine, no website da TÜV Rheinland, entre outros meios de divulgação.

Ou seja, o que se pretende com este teste é separar “o trigo do joio” e, por isso, a TÜV Rheinland compra os produtos no mercado real para posteriormente os analisar, isto por- que o que se pretende analisar são os painéis que chegam ao cliente final e não os que o fabricante envia para análise.

Teste uV: envelhecimento por radiação uV

É do conhecimento geral que a exposição prolongada dos painéis solares fotovoltaicos à luz

solar provoca, com o passar dos anos, danificações nos componentes plásticos que com- põem o painel.

A norma IEC, relativamente ao envelhecimento por radiação UV exige que os painéis resistam a uma radiação média de 15 kWh/m2 anual. Ou seja, a norma  IEC  apenas  exige que um painel resista ao equivalente e ao que seriam 4 meses de máxima radiação, na Europa Central, para toda a vida do painel. Claramente insuficiente.

Teste de Envelhecimento por UV
Teste de Envelhecimento por UV

A SolarWorld ensaia os painéis para suportar a radiação média na Europa Central, mas para 25 anos. Ou seja, a norma IEC  exige esses 15 kWh/m2 mas os painéis SolarWorld suportam:

25 anos x 50 kWh/m2/ano = 1300 kWh/m2 Além disso, os últimos avanços da SolarWorld têm permitido obter um standard para módulos da SolarWorld que supor tam até 3000 kWh/m2. Ou seja, 200 vezes mais do que o exigido pela norma IEC que aplicam outros fabricantes.

Teste de Temperatura: ciclos de temperatura de -40º C a 85º C

A exposição dos painéis solares à luz solar numa intempérie provoca variações muito agressivas na temperatura das células que compõem cada uma das partes mais importantes do painel.

Estas variações, com o passar dos anos, podem provocar uma perda de rendimento do painel, caso a qualidade não seja a mais adequada.

A norma IEC exige apenas 200 ciclos de variações de temperatura, desde -40º C até 85º C. A SolarWorld faz ensaios para os seus módulos para 600 e 9125 ciclos, expondo os painéis a uma temperatura de -40º C durante, pelo menos, 30 minutos, e posteriormente se introduzem no forno a -80º C durante outros 30 minutos.

Teste de Envelhecimento por Temperatura
Teste de Envelhecimento de Temperatura

Este processo é repetido 9125 vezes pelo que os painéis SolarWorld estão a ser ensaiados para resistir a um ciclo de temperatura de -40º a 85º C durante 25 anos.

25 anos x 365 dias = 9125 ciclos

Ou seja, 45 vezes mais do exigido pela norma IEC que aplicam outros fabricantes.

Teste de Pressão: Pressão N/m2

nos invernos severos e nas altas latitudes, os painéis solares podem estar expostos a pressões e sucções extremas de vento e também a cargas enormes de neve sobre a superfície.

A SolarWorld ensaia o estado dos seus painéis num teste mecânico que assegura que os seus painéis solares permanecem sem alterações com estas condições extremas.

A norma IEC relativamente à pressão que deve suportar um módulo exige uma carga de pressão de 2400 n/m2 para neve e 5400 n/m2 para vento. A SolarWorld realiza ensaios nos seus painéis alternando a pressão com a sucção mecânica até 1,2 milhões de vezes sobre a superfície do painel.

Teste de Pressão
Teste de Pressão

Utilizando pressões estáticas e dinâmicas, os painéis SolarWorld são testados com uma carga de 11 000 n/m2, muito acima do que é exigido pela norma IEC que outros fabricantes aplicam nos seus painéis.

Ou seja, os painéis SolarWorld superam em 4,5 vezes mais a pressão de vento exigido pela IEC e em 2,0 vezes a pressão de neve exigida pela IEC.

Teste do Impacto para granizo e golpes

Objetos duros ou pesados como o granizo, a gravilha, entre outros, podem ocasionalmente cair nos telhados e nos painéis solares que aí estão instalados tal como aqueles que estão no solo e, por isso, estes devem suportar este tipo de impactos sem serem afetados.

A SolarWorld, de forma a assegurar que os seus painéis suportam este tipo de impactos, submete os seus painéis aos testes mais exigentes.

Durante estes testes de impacto há uma simulação de uma tempestade de granizo com o lançamento de uma bola de cerca de 500 gramas a partir de uma altura de 4 metros, sendo isto repetido 20 vezes e em diferentes pontos de impacto.

Resumidamente: a Norma IEC exige um impacto desde 4 metros com uma bola com cerca de 25 mm e 7,53 gramas. A SolarWorld faz testes com bolas de 25 mm e 500 gramas.

Além disso, a SolarWorld prepara os seus painéis para suportar impactos de 45 kg com uma altura pendular de 1,22 metros para provocar o seu impacto justo no centro do painel. Assim sendo, é notório que a SolarWorld supera amplamente a Norma IEC no que diz respeito às provas de impacto.

[quote_center]Os painéis solares fotovoltaicos SolarWorld superam em 4,5 vezes mais a pressão de vento exigido pela IEC e em 2,0 vezes a pressão de neve exigida pela IEC.[/quote_center]

Resistência superior

Os painéis SolarWorld possuem um marco extremamente robusto com esquinas reforçadas que melhoram muito a resistência dos marcos habituais de outros fabricantes.

Ou seja, as esquinas reforçadas com ASA, um tipo de plástico utilizado na tecnologia automóvel e com uma grande resistência física e aos raios UV.

Resistência Superior - Painéis Solares SolarWorld
Resistência Superior – Painéis Solares SolarWorld

Facilita ainda, de forma decisiva, a frenagem de água e sujidade dos painéis. Possuem ainda um novo marco de alumínio de 31 mm para uma maior ligeireza do painel.

O marco SolarWorld não é apenas uma lâmina de alumínio mas um tubo de alumínio plano. Há uma maior separação entre as células e o marco do painel de forma a reduzir as perdas devido à acumulação de sujidade, sem afetar as dimensões do painel.

Contatos distribuidor Oficial SolarWorld

SunFields Europe
Tel.: +34 981 595 856
info@sfe-solar.com | http://www.sfe-solar.com

COMPARTILHAR