Multimilionários criam fundo para investigação e investimento em energias renováveis

bill-gates-energias-renovaveis

Bill Gates, Mark Zuckerberg, Jeff Bezos, e uma lista com mais 25 multimilionários juntaram-se para criar um projeto de investigação na área das “energias limpas”, lançando uma nova organização destinada a investir em tecnologias de energias renováveis.

Bill Gates apresentou esta novidade intencional na Cimeira do Clima que decorre em França.

O projeto tem o nome de “Breakthrough Energy Coalition“, e tem como objetivo criar “uma rede de capital privado empenhada em construir uma estrutura que irá permitir tomar decisões fundamentadas para ajudar a acelerar a mudança para o novo futuro da energia, mudança que o nosso planeta necessita.”

O projeto Breakthrough Energy Coalition conta com o apoio de investidores privados e de governos de 20 países desenvolvidos e em vias de desenvolvimento. O objetivo é duplicar o investimento em energias limpas até ao ano de 2020

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg escreveu domingo à tarde no seu facebook: “a solução do problema de energia limpa é uma parte essencial para a construção de um mundo melhor… apesar disso os progressos no sentido de um sistema energético sustentável é muito lento, e o sistema atual não incentiva o tipo de inovação que nos permitirá chegar lá mais rápido. “

Da mesma forma, o site da organização diz que Breakthrough Energy Coalition afirma que: “o atual sistema de investigação básica, investimentos em energia limpa, legislação e subsídios não são o suficientemente fortes de forma a mobilizar o investimento em soluções de energia verdadeiramente transformadora para o futuro. Não podemos esperar para o sistema muda através dos ciclos normais de mudança”.

“O mundo irá usar mais 50% de energia daqui a 30 anos quando comparado com os valores de hoje. Isso deve ser uma boa notícia, especialmente para os mais pobres do mundo, porque agora mais de 1 bilhão de pessoas vivem sem acesso a serviços básicos de energia” escreveu o ex-CEO da Microsoft e filantropo Bill Gates.

“Energia acessível e estável torna mais fácil para esses países aumentar a produção de alimentos, escolas e hospitais e empresas, ter por exemplo frigoríficos em casa, e tirar proveito de todas as coisas que compõem a vida moderna. Paises com baixos rendimenos precisam de energia para desenvolver as suas economias e ajudar mais pessoas a sair da pobreza”.

Mas Bill Gates continua: “O aumento mundial das necessidades energéticas é também um grande problema, porque a maior parte dessa energia vem de hidrocarbonetos, que emitem gases com efeito estufa e causam as alterações climáticas, assim, precisamos mudar para fontes de energia que são acessíveis e fiáveis, e não produzem qualquer tipo de gás prejudicial ao clima”.

Ainda não há certezas sobre o montante que a organização irá investir, mas o mais provável é que seja um valor substancial: Muitos dos membros da organização possuem património no valor de dezenas de bilhões de dólares.

Os membros incluem Marc Benioff, CEO da Salesforce; Amazon CEO Jeff Bezos; Richard Branson, fundador da Virgin; Jonn Doerr, sócio da Kleiner VC firme Perkins Caufield & Byers; Bill Gates; LinkedIn fundador Reid Hoffman; Jack Ma, presidente-executivo da Alibaba, Neil Shen, fundador sócio-gerente da Sequoia Capital; George Soros; Mark Zuckerberg, e muitos mais.

Aqui está um vídeo com Bill Gates anunciando o projeto

COMPARTILHAR