Manteigas quer ter Centro Nacional de Energias Renováveis

energias-renovaveis-eolica-solar

A Câmara Municipal de Manteigas candidatou ao Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) o projecto de instalação no concelho de um Centro Nacional de Energias Renováveis, que terá fins didácticos e económicos.

Em declarações à Agência Lusa, o presidente da autarquia, José Manuel Biscaia (PSD), disse tratar-se de um projecto inovador e «único em Portugal», que combina «várias energias renováveis» no espaço da antiga «fábrica do Rio, propriedade municipal.

O autarca espera concretizar o projecto em 2010, embora a partir de Outubro deste ano já comece a funcionar naquele local uma mini-hídrica para produção de energia eléctrica (com capacidade para produzir e vender à EDP 100 Kwa).

No espaço que fica situado junto do rio Zêzere, serão instalados equipamentos para transformação de biomassa florestal para fabrico de briquetes e outros materiais de combustão, para produção de energia eólica e solar e para transformação de óleos domésticos em biodiesel, adiantou.

«Só não temos ali a energia das ondas, porque não temos ondas, mas temos ali a mostra nacional de tudo o que é o conjunto de energias», disse o autarca à agência Lusa.

José Manuel Biscaia referiu que o projecto «será auto-sustentável em termos de energia» e a «remanescente» será vendida à rede energética nacional.

Manteigas com centro de Energias Renovaveis

A área de produção de energias limpas foi candidatada ao QREN através da Comunidade Urbana das Beiras – Comurbeiras, num investimento superior a um milhão de euros, referiu.

A par da produção de energia, o projecto também contempla uma vertente pedagógica e museológica, pois segundo o edil de Manteigas, a autarquia pretende que os alunos das escolas e a generalidade dos visitantes «vejam que energia se pode produzir e como, e que gastos de energia se fazem».

Equipamento interactivo dotará o espaço disponível para os visitantes.

O autarca disse tratar-se de um espaço que, articulado com os vários museus já existentes nos concelhos de Seia e de Belmonte, irá «completar» a rede museológica da região.

José Manuel Biscaia adiantou que a Câmara de Manteigas também pretende criar no mesmo espaço «três ou quatro ninhos de incubação de empresas ligadas às energias renováveis e alternativas» para que os estudantes universitários ligados ao sector ali possam fazer «a sua estadia de pós-graduação».

O projecto desenvolvido pelo Município de Manteigas envolve a Associação de Municípios da Cova da Beira e a Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior, entre outras entidades.

FONTE: DIARIODIGITAL