Magnum refinancia dívida da compra de parques eólicos em Portugal através da IberWind

Energia eólica pode

A Magnum Capital, maior accionista da Iberwind (a antiga Enersis), garantiu o refinanciamento da dívida que contraiu para a aquisição dos activos de energia eólica que a Babcock & Brown tinha em Portugal.

A renovação do empréstimo, realizada por um montante superior a mil milhões de euros, envolveu a Caixa Geral de Depósitos (CGD), Banco Espírito Santo (BES), Millennium bcp e o espanhol BBVA. A operação, disse ao Negócios João Talone, um dos sócios da Magnum, “ficou fechada há quase um mês”.

Quando da compra da maior parte dos parques eólicos da Enersis, em Novembro do ano passado, o consórcio liderado pela Magnum tinha obtido um financiamento provisório, que agora foi renovado.

A agência Bloomberg noticiara na semana passada que a Magnum estava à procura do refinanciamento do empréstimo, cujas condições prevêem um prazo de reembolso de 16 anos. Mas de acordo com João Talone esse refinanciamento já está feito.