Limpar Portugal num dia apenas

lixeiras

Vamos provar que é possível limpar o país num dia! Vamos mostrar que juntos, podemos fazer muito! Acima de tudo, vamos mudar mentalidades!

Não deixes de participar na maior iniciativa de voluntariado de todos os tempos, em Portugal! A tua colaboração é essencial para o sucesso desta iniciativa.

Dulce Pássaro, ministra do Ambiente, dá uma ajuda a recolher o lixo da mata nacional Pinhal do Rei, na Marinha Grande, enquanto o Presidente da República, Cavaco Silva, acompanha os alunos de uma Escola Básica de Colares, Sintra, na iniciativa que hoje mobiliza cerca de cem mil voluntários com uma missão – Limpar Portugal num só dia.

Confirmando-se a presença de todos os inscritos, esta será a maior mobilização dos portugueses em torno de um objectivo ambiental. Ontem estavam identificados, por cidadãos no site da iniciativa na internet, cerca de 13 mil pontos com lixo. É muito lixo, o que implica não só energia humana para recolhê-lo, mas também organização.

Um despacho do Ministério do Ambiente define os procedimentos de recolha, transporte, tratamento e destino final dos resíduos recolhidos durante esta acção de limpeza.

Tudo começou em Julho do ano passado, quando Nuno Mendes, técnico de logística de Vila Nova de Gaia, publicou num fórum da internet um vídeo sobre um projecto, desenvolvido na Estónia em 2008, que permitira recolher dez mil toneladas de lixo. ‘Para quando em Portugal?’ era a legenda. Passados oito meses de entusiasmo e adesão de particulares, autarquias e empresas, a resposta é ‘hoje’. Perto de 200 lixeiras já foram limpas em experiências-piloto.

PORMENORES

MAIS LIXEIRAS NO NORTE

O Norte do País, especialmente junto ao Litoral, é a região que concentra maior número de lixeiras referenciadas no site da iniciativa ‘Limpar Portugal’.

MATÉRIAS COMUNS

O plástico é o material presente em mais de 60 por cento das lixeiras referenciadas. Em metade há entulho.

DESTINO DO LIXO

O destino do lixo é o ponto mais sensível da operação. As empresas públicas recebem–no sem cobrar, mas outras entidades impuseram regras.

COMPARTILHAR