Povoação de uma ilha em Cabo Verde com energia 100% proveniente de energias renováveis

Cabo Verde, na Ilha de São Nicolau

Em Cabo Verde, na Ilha de São Nicolau, no município da Ribeira Brava, uma pequena localidade chamada Carriçal é notícia pelas boas razões.

Esta localidade situada a 42 quilómetros da Ribeira Brava vivia até agora sem energia. 200 é o número de habitantes que viviam sem energia, apenas iluminados pelo sol ou guiados à noite pela lua.

Somente a escola primária, o centro social e a Unidade Sanitária local beneficiavam da energia solar.

No final do ano passado, as instalações da Central Fotovoltaica, a rede de distribuição de energia e a iluminação pública (com a colocação de candeeiros tipo led) viram as suas obras concluídas e agora a energia elétrica é 100% renovável.

A Central conta com baterias para armazenamento da eletricidade gerada no horário solar e consumida no período noturno.

A rede de distribuição em Baixa Tensão abastece a iluminação pública e 40 ligações domésticas de forma a chegar aos 200 habitantes.

50 famílias beneficiam da energia de forma pré-paga gerindo as necessidades de todos e evitando desperdícios.

São 88 painéis fotovoltaicos perfazendo um total de 22 kW.

Serão ainda instalados acumuladores de energia para que não haja falhas nos momentos de maior utilização da rede.

Em termos de investimentos, os números situam-se em 1.723.120 milhões de euros levados a cabo numa parceria da Cap Vert Espoir est Développement, ONG Luxemburguesa, Câmara Municipal da Ribeira Brava, do Fundo Global para o Meio Ambiente e da ONU, Ministério do Turismo, Indústria e Desenvolvimento Empresarial, entre outros.

A execução esteve a cargo da empresa Águas de Ponta Preta (APP). Esta empresa havia sido responsável pela instalação da Central Fotovoltaica de Monte Trigo, em Santo Antão, no início de 2014.

Cabo Verde reúne excelentes condições para desenvolver a energia fotovoltaica e a população desta pequena localidade, que até aqui vivia da atividade piscatória pode agora, chegar a outras setores de atividade e áreas de negócio, como o turismo e até desenvolver ainda mais a própria atividade piscatória.

As novas tecnologias farão ainda parte do crescimento das crianças. Estas terão acesso às novas tecnologias a partir da escola primária.

A localidade do Carriçal, a única do município de São Nicolau que ainda não tinha eletricidade é agora a quinta localidade de Cabo Verde a ter serviço básico de eletricidade com recurso à energia solar e é a segunda comunidade isolada do país (depois de Monte Trigo, na Ilha de Santo Antão) a ser abastecida a 100% e durante 24 horas por energia renovável.

Saiba mais sobre o ponto de situação da energia eólica em Cabo Verde.

COMPARTILHAR