Financiamento da Segunda fase dos Parques Eólicos da ENOP com luz verde

aerogeradores-suzlon-s9x

Após meses de negociação, o sindicato bancário liderado pelo Banco Europeu de Investimento (BEI) e pela Caixa BI prepara-se para fechar o financiamento à Eneop – Eólicas de Portugal, para a segunda fase de construção de parques eólicos.

O negócio, adiantado pelo Jornal de Negócios, deverá ter condições de financiamento mais gravosas do que o que estava inicialmente a ser negociado.

A revisão do rating de Portugal, em Abril passado, e na semana, a par do empréstimo do Fundo Monetário Internacional (FMI), foram os responsáveis pelo agravamento das condições de empréstimo do BEI, adianta ainda o Negócios.

O financiamento de 450 milhões de euros é essencial para a construção da segunda fase de parques eólicos da Eneop, que totaliza 14 parques e 354 MW de potência instalada.

O BEI tinha acordado financiar o projecto em Outubro, mas as negociações do financiamento têm decorrido desde então. Espera-se, agora, que a operação seja fechada ainda este mês.

.

MAIS SOBRE O CLUSTER ENEOP

A ENEOP – Eólicas de Portugal, S.A. é uma empresa constituída em resposta na sequência do Concurso Público para Energia Eólica de 2005-2006, para instalar em Portugal o primeiro pólo industrial para produção de aerogeradores de última geração e desenvolver novos projectos de parques eólicos a partir da produção destas unidades industriais.

A ENEOP ganhou a primeira e maior fase deste concurso, conseguindo os direitos para a instalação de 1200 MW de novos parques eólicos até 2013.