EUA possuem 36 mil carregadores para automóveis elétricos

estacao-carregamento-veiculos-eletricos

Os Estados Unidos da América contam neste momento com 36 mil carregadores para automóveis elétricos.

Existem atualmente 14.349 estações de recarga de automóveis elétricos, de acordo com dados do Departamento de Energia dos EUA e 36 mil carregadores.

Contudo, há muitas pessoas que recarregam os seus carros usando aparelhos domésticos e estes não entram nos dados do governo.

A Tesla Motors possui 294 estações e 2.906 carregadores em espaços como vinícolas e hotéis de luxo. Já a ChargePoint tem 30,1 mil equipamentos.

Os carros elétricos têm ganho mais adeptos nos últimos tempos mas o caminho tem sido travado de forma gradual até porque nenhum automobilista quer adquirir um carro elétrico e viver com receio de não ter onde o recarregar.

O facto de o número de carregadores no país estar a aumentar é um forte incentivo à venda de carros elétricos e é uma forma de travar os carros a combustível fóssil.

A venda de viaturas a diesel e a gasolina continua a ser significativa e o facto dos combustíveis estarem mais baratos naquele país não ajuda a popularizar os carros elétricos. Por isso, uma notícia destas trás segurança aos condutores e pode levá-los a apostar nesta alternativa amiga do ambiente.

Unidade Tesla para carregamento de carros elétricos
Unidade Tesla para carregamento de carros elétricos

Recorde-se que o fabrico dos carros elétricos nos Estados Unidos surgiu numa altura em que o preço dos combustíveis tinha disparado deixando os norte-americanos receosos.

Os carros elétricos apesar de contarem já com mais de uma centena e meia de anos de existência precisam assim de receber mais incentivos como este.

O primeiro projeto de motor elétrico começou pela mão do húngaro Ányos Jedlik, em 1828. No entanto, o primeiro veículo elétrico foi construído por Thomas Davenport sete anos depois, em 1835. Nos anos seguintes, este veículo foi sendo aperfeiçoado e adaptado para poder funcionar em trilhos.

O primeiro veículo elétrico a conseguir passar a marca dos 100 km/hora foi o La Jamais Content, no Parc Agricole d’ Achères, em Paris, em 1899.

No início do século XX, algumas companhias como Baker Electric, Columbia Electric e Detroit Electric avançaram rumo à fabricação destes carros que prometiam revolucionar o mundo automóvel e devolver a esperança ao planeta.

A população americana confiou nestas viaturas e em 1900 quase 30% dos veículos produzidos nos Estados Unidos eram elétricos. Mas com a produção em massa de veículos a combustão por Henry Ford e a consequente queda no preço dos veículos, os automóveis elétricos foram-se gradualmente apagando das estradas norte-americanas.