Energia hídrica vantagens e desvantagens

energia-hidrica

A energia hídrica é um dos mais antigos aproveitamentos energéticos a grande escala e está enquadrada como uma energia renovável.

A produção de energia hídrica é principalmente efectuada através centrais hidroeléctricas, que estão associadas a barragens de grande ou média capacidade, que represam a água dos rios, constituindo um reservatório de água, interrompendo pontualmente o fluxo de água.

Estas centrais, usam a energia da diferença de nível entre a albufeira e o rio, a jusante da central, que fazem rodar as turbinas e os respectivos geradores, produzindo electricidade. Saiba mais sobre como funciona a produção de energia hídrica.

A energia Hídrica tem uma crescente utilização em Portugal e cada vez são projectadas e construídas mais e maiores barragens.

De facto esta tecnologia possui enormes vantagens comparativamente a outros géneros de produção energética, apesar disso existem também algumas desvantagens no uso da energia hídrica.

energia-hidrica-barragens
Exemplo de uma Barragem – Energia Hídrica

Vantagens da energia hídrica

É uma energia renovável, isto é, que não se esgota;

A sua fiabilidade e a resposta às variações de procura são elevadas;

O seu custo de produção é baixo;

Não polui o ambiente;

Proporciona desenvolvimento local (estabelecimento de vias fluviais, construção de vias de comunicação, fomento de actividades de lazer e de turismo, etc).

Permite uma forma de abastecimento local para regadios, etc.

Desvantagens da energia hídrica

Provoca a erosão de solos, os quais consequentemente afectam a vegetação local;

Pode provocar o deslocamento de populações ribeirinhas e o alargamento de terra (dependendo, claro, do tipo de relevo e da região onde se localiza o empreendimento);

A sua construção exige a formação de grandes reservatórios de água que acabam por provocar profundas alterações nos ecossistemas;

Elevados custos de instalação e de desactivação.