Energia Eólica em chamas: Porque é que existem incêndios em aerogeradores?

incendio-aerogerador-vestas

Energia Eólica em chamas: porque é que os incêndios em aerogeradores acontecem e o que poderá ser feito para evitar ou minimizar esses acontecimentos.

De acordo com um artigo publicado em 2014 no jornal “Fire Safety Science”, um dos principais desafios na indústria eólica é a tendência dos aerogeradores (turbinas eólicas) se incendiarem, um problema que segundo o artigo não está a ser reportado na sua totalidade.

O estudo foi conduzido por investigadores do “Imperial college London” da “University of Edinburg” e do “ SP Technical Research Institute of Sweden” e foi aplicado a cerca de 200.000 aerogeradores. A equipa de investigadores descobriu que de 117 ocorrências de incêndios em turbinas ao longo de um ano, apenas foram reportados 11 casos.

“Os aerogeradores são fontes viáveis de energia renovável que auxiliam a redução do uso de combustíveis fosseis” – Refere o Dr. Guillermo Rein do departamento de engenharia do “ Imperial College London”.

Contudo os incêndios são um problema para a indústria, tendo impacto na produção de energia, na economia e na emissão de gases tóxicos. Isto coloca uma nuvem de sombra nestas indústrias de energias verdes.

É muito grave o que o nosso relatório refere, uma vez que os incêndios em turbinas são bem mais graves do que o que é reportado. Da nossa investigação sai ainda um número de estratégias que devem ser adotadas pela indústria da energia eólica de forma a tornar toda esta situação mais segura e consequentemente diminuir os impactos deste tipo de acontecimentos.

Contudo este estudo tem algumas críticas. Chris Streatfeild diretor da “Health and Safety” respondeu que todos os tipos de energias eólicas dão as boas vindas a qualquer estudo ou investigação que ajude a melhorar os padrões de segurança nestes casos, desafiando ainda algumas suposições feitas nesses relatórios incluindo a confiabilidade das fontes do relatório relativamente à compreensão por parte dessas fontes em relação aos padrões de segurança usados na indústria eólica.

“Existe também uma falha de contexto na investigação relativamente ao nível atual dos riscos de incêndio para com os trabalhadores e publico em geral” diz Mr. Streatfield.

“As turbinas eólicas são projetadas com padrões internacionais de modo a atender a padrões de segurança e saúde, incluindo segurança contra incêndios. Os sistemas de monitorização asseguram que a maioria dos incêndios em turbinas podem ser resolvidos de forma rápida e eficaz. Isto é apoiado por um relatório da HSE – Commissioned datado de 2013 que também conclui que os riscos associados as turbinas eólicas estão abaixo de todos os outros riscos sociais comparáveis, e nunca nenhum membro do público foi ferido por uma turbina eólica no Reino Unido.”

Na verdade os incêndios em aerogeradores são muito menos comuns que os incêndios que ocorrem noutros sectores energéticos, como por exemplo nos sectores do petróleo e do gás em que existem milhares de incêndios por ano.

Um exemplo de caso reportado foi o incêndio numa turbina eólica ocorrido em 2013 na Alemanha numa localidade próxima a Magdeburg.

wind-turbine-fire-magdeburg
Incêndio em aerogerador ocorrido em 2013 na Alemanha perto de Magdeburg.

De acordo com a GCube uma seguradora que serve as indústrias eólicas, apenas 3 ou 4 turbinas por ano são destruídas por incêndios, isto num portefólio global de mais de 30 gigawatts.

Clarificando melhor, isto traduz-se em 1 a cada 7000 turbinas incendeia-se no período de um ano. E ainda à que ter em conta os antigos modelos de turbinas que são mais susceptíveis de incêndios, bem como os países em que a manutenção e a segurança são menos rigorosos.

O maior risco das turbinas eólicas é a quebra das pás em vez dos incêndios. Mesmo assim o impacto económico causado pelos incêndios deve ser considerado tendo do em conta que o custo de uma turbina é elevado, cerca de 2 milhões de libras, e que a sua capacidade de gerar retorno é de 500.000 libras por ano.

Video de incêndio num aerogerador do fabricante Vestas ocorrido em 2012

Então o que poderá ser feito em relação a isto?

A principal razão pela qual pode deflagrar um incêndio num aerogerador turbina é porque existe muito material inflamável. Estes materiais incluem óleo e plásticos.

Por exemplo num aerogerador de 1.5MW existe mais de 400 litros de óleo e estas são máquinas pequenas comparadas com outras turbinas de maior dimensão. E depois existe o revestimento contendo plásticos e fibra de vidro que são ambos inflamáveis.

Continue a ler a segunda parte deste artigo.