EDP em projecto de energia eólica de 200 milhões com empresa chinesa

edp-privatizacao

A Energias de Portugal, através da sua participada EDP Energy Solutions, assinou um acordo com a chinesa Wenzhou Huali para a exploração de um parque eólico na China, com um investimento inicial de 200 milhões de euros.

João Marques da Cruz, presidente executivo da EDP Energy Solutions, empresa sedeada em Macau, explicou à agência Lusa que “o investimento é da responsabilidade da empresa chinesa, Wenzhou Huali Windpower, ao passo que a EDP entra com ‘know-how'”.

“Somos o parceiro tecnológico e entramos com serviços no projecto, cujo investimento na fase inicial está orçamentado em sensivelmente 200 milhões de euros”, frisou.

“Dentro de três meses está tudo pronto”, avançou à Lusa João Marques da Cruz.

O secretário de Estado-adjunto da Indústria e da Inovação, António Castro Guerra, afirmou que a EDP é uma empresa cujo processo de internacionalização corre “de forma muito rápida”.

“É um projecto que permite trocas de experiência na área tecnológica, especialmente nas energias renováveis”, considerou.

Do lado chinês, o ministro do Comércio, Chen Deming, revelou que ambas as empresas “vão explorar conjuntamente a energia eólica para produzir energia no centro da província Jiangsu, a Sul de Zhe jiang e a Norte de Fujian”.

“O valor varia entre 294 milhões de dólares e 441 milhões de dólares para a fase inicial do investimento”, anunciou o ministro chinês.

Chen Deming acrescentou que a operação “serve como exemplo de reforço na cooperação técnica e de investimento entre a China e Portugal face à crise”.