EDF e grupo PSA Peugeot Citroën, parceiros para o desenvolvimento de veículos eléctricos e híbridos recarregáveis

carro-electrico-mobi-e

A EDF e o grupo PSA Peugeot Citroën, assinaram um acordo de parceria para o desenvolvimento e a comercialização futura de veículos eléctricos e híbridos recarregáveis.

Este acordo de cooperação entre a EDF e o grupo PSA Peugeot Citroën abrange diversas componentes tecnológicas, nomeadamente: – Definição de modelos económicos que permitam o desenvolvimento comercial dos veículos eléctricos, – Novas tecnologias de armazenamento de energia, nomeadamente, as pilhas Lithium-ion, – Sistema de recarga dos veículos, protocolos de comunicação entre modelos e uma rede para carregamento e a sua normalização.

O grupo PSA Peugeot Citroën, precursor dos veículos eléctricos (10 mil unidades em circulação entre 1995 e 1005) relança activamente o desenvolvimento desta tecnologia. Em Junho de 2008, o grupo anunciou o estudo de uma cooperação com a Mitsubishi Motors Corporation concernente às motorizações eléctricas.

O desenvolvimento de veículos híbridos e híbridos recarregáveis faz parte integrante da estratégia do grupo PSA Peugeot Citroën de propor “um veículo eléctrico a cada pessoa”. Nessa medida, até 2010, o grupo irá aplicar massivamente o micro sistema híbrido “Stop & Start” nas gamas Peugeot e Citroën.

Em 2011, as duas marcas irão propor veículos híbridos diesel que marcarão a diferença em termos de consumos e emissões de CO2. Com estas medidas, o grupo PSA Peugeot Citroën consolida a sua liderança ambiental.

Há mais de 50 anos que a EDF se move no quadro de uma estratégia de crescimento sustentado para abrir caminho ao desenvolvimento de meios de transporte eléctricos e híbridos recarregáveis.

Com a maior frota de veículos eléctricos do Mundo (1 500 unidades), a EDF possui um conhecimento e uma experiência notável em matéria de armazenamento de energia eléctrica, infraestruturas de carga e experimentação de veículos recarregáveis. A EDF está actualmente a desenvolver uma geração de terminais de carga inovadores.

Christian Streiff, presidente do grupo PSA Peugeot Citroën : “A liderança ambiental da PSA Peugeot Citroën é fruto de um compromisso de muitos anos. Essa liderança exprime-se através de uma oferta excepcionalmente rica e de fortes inovações; com esta nova colaboração, o veículo eléctrico e os veículos híbridos recarregáveis virão reforçar esta oferta.”

Pierre Gadonneix, presidente director geral da EDF: “Esta nova colaboração marca uma etapa importante no desenvolvimento da electricidade, nomeadamente nos transportes, como uma fonte de energia competitiva e limpa que respeita os desafios do planeta e as necessidades de mobilidade individual.

A contribuição para a redução dos gases de efeito de estufa está no centro das nossas prioridades e das escolhas de investimento do grupo EDF que está, actualmente, entre as energéticas com melhor desempenho em termos de emissão de CO2.”

PSA PEUGEOT CITROËN é um grupo automóvel europeu de tamanho mundial com duas marcas generalistas:

.

Peugeot e Citroën

Com presença comercial em 150 países, o grupo vende um terço da sua produção fora da Europa Ocidental e tem vindo a desenvolver a sua presença comercial em mercados de forte crescimento, particularmente a China, o Mercosur e a Rússia.

O grupo PSA PEUGEOT CITROËN vendeu 3 428 400 veículos em 2007 e concretizou um volume de negócios de 60, 6 mil milhões de euros.

O Grupo EDF, um dos líderes de mercado de energia da Europa, é uma empresa integrada de energia presente em todos os negócios: produção, transporte, distribuição e venda de energia.

Primeiro produtor de electricidade na Europa, o grupo tem em França meios de produção essencialmente nucleares e hidráulicos fornecendo 95 por cento da electricidade sem emissões de CO2, A EDF opera 1 246 000 quilómetros de linhas eléctrica aéreas e subterrâneas de média e baixa tensão e cerca de 100 mil quilómetros de rede de alta e muito alta tensão.

O grupo está envolvido no fornecimento de energia e serviços a mais de 38 milhões de no Mundo, dos quais 28 milhões em França. O grupo realizou em 2007 um volume de negócios consolidado de 59, 6 mil milhões de euros, dos quais 44 por cento na Europa excepto França. A EDF está cotada na Bolsa de Paris e é membro do CAC 40.