Como é composto um sistema de microgeração?

microproducao-energia-solar

Uma instalação de micro-produção é tipicamente composta por um gerador eléctrico (Aerogerador, painel fotovoltaico, micro turbina hídrica ou outra fonte de energia renovável), um inversor de corrente para ligação à rede, e um contador que conta a energia que é injectada na rede eléctrica.

Às diferentes fontes de energia correspondem diferentes preços de venda por kWh.

O inversor de corrente para ligação à rede converte a corrente eléctrica produzida pelo gerador –seja ele de que tipo for- para os valores adequados à rede eléctrica.

Para além desta conversão é necessário ter em conta que a rede eléctrica está sujeita a variações conforme a carga a que está sujeita e forma a acompanhar estas oscilações da rede, o inversor monitoriza continuamente a rede eléctrica, ajustando os seus parâmetros de funcionamento aos da rede.

A corrente eléctrica, depois de convertida pelo inversor de corrente, é injectada na rede eléctrica passando por um contador de energia de venda. Este contador de venda é independente do contador de compra.

Ao contrário daquilo que acontece noutros sistemas de energias alternativas, uma instalação de micro-produção geralmente não possui uma bateria.

De qualquer forma também não é necessário acumular energia numa bateria uma vez que para poder vender a electricidade produzida é necessário haver uma ligação à rede eléctrica, e assim sendo a instalação estará sempre provida de electricidade.

De notar também que não é possível utilizar parte da electricidade produzida uma vez que toda a energia produzida pela instalação é vendida à rede eléctrica.

Ou seja, toda a electricidade consumida terá na mesma de ser comprada à EDP. No entanto, como o preço de venda é muito superior ao preço de compra, isto é economicamente vantajoso para o micro-produtor.

EXEMPLO ESQUEMÁTICO DE UM SISTEMA DE MICRO-GERAÇÃO

Micro Geracao Energia Electrica