Cogeração de Energia

Cogeração de Energia

Cogeração de energia é a produção de duas formas de energia, ao mesmo tempo.

Até à década de 40, a cogeração de energia era um processo recorrente dado que, não se contava com grandes centrais hidroelétricas ou outras formas de obter energia limpa a uma grande escala. Com o passar do tempo e os desenvolvimentos tecnológicos e ambientais a cogeração foi perdendo terreno.

Apesar disso, não caiu no esquecimento e por ser uma forma barata, simples, segura e amiga do ambiente, esta forma de obter energia tem-se revelado atrativa até porque uma parte da energia gerada na produção de energia elétrica a partir de combustíveis fósseis, por exemplo, é libertada sob a forma de calor e pode ser aproveitada para aquecimento de ar, água entre outras utilizações.

Há vários tipos de cogeração de energia como a produção simultânea de energia térmica e energia mecânica, a partir de um único combustível ou o tipo mais comum que compreende a produção de energia elétrica e energia térmica, a partir de biomassa ou gás natural.

A biomassa é um combustível que é facilmente encontrado, é de baixo custo e tem emissões poluentes baixas. O gás natural apesar de também ser muito usado tem um custo superior à biomassa.

Através da cogeração, o aproveitamento útil da energia contida no combustível ultrapassa os 80%.

O impacto ambiental é muito reduzido e esta vantagem levou mesmo a União Europeia a ter definido para 2010 a produção de 18% de energia elétrica através da cogeração. Vários países foram definindo igualmente as suas metas internas e lançando benefícios como a redução de tarifas de uso do sistema elétrico.

Exemplo de Aproveitamento através de Cogeração de Energia
Exemplo de Aproveitamento através de Cogeração de Energia

Em Portugal, os benefícios também foram apresentados e a legislação foi fixada e tem sido revista nos últimos anos. A última medida legislativa é a Portaria nº 325-A/ 2012 e estabelece os termos da tarifa de referência do regime remuneratório aplicável às instalações de cogeração.

Os sistemas de cogeração de energia mais usados são as turbinas a gás ou vapor (caldeiras que produzem vapor), motores de combustão interna (ciclo de Otto ou Diesel), geradores elétricos, caldeiras de recuperação e trocadores de calor, sistemas de chillers de absorção que usam calor para produzir frio (ar condicionado), geradores elétricos, transformadores e equipamentos elétricos associados.

As centrais de cogeração têm uma potência mínima de 15kW e podem ir até dezenas de MW. Desta forma, qualquer consumidor de energia elétrica e térmica pode instalar o seu sistema não estando esta forma de produção de energia limitada a grandes indústrias ou a avultados projetos.