Cientistas desenvolvem Reactor Solar para produção de Combustivel Liquido

Equipa de Cientistas da Califórnia desenvolveram um Reactor Solar que transforma a Luz do Sol em Combustível Liquido armazenável e transportável.

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), nos Estados Unidos, e do ETH Zurich e do Instituto Paul Scherrer, na Suíça, descobriu uma forma de armazenar energia solar, multiplicando as possibilidades de utilização desta energia limpa e pondo fim a uma das suas principais limitações.

Até agora, os painéis fotovoltaicos só podiam usar a electricidade gerada no local onde estão instalados e não conseguiam gerar combustível à noite.

Com um reactor criado em laboratório, foi possível não só armazenar como transportar este tipo de energia, criado num processo semelhante à fotossíntese: o gerador usa raios solares e o metal cério para quebrar as moléculas de dióxido de carbono ou água e transformá-las em hidrogénio molecular, um combustível líquido limpo e de alta eficiência energética. O resultado da investigação foi publicado no fim de Dezembro na revista “Science”.

O cério não-estequiométrico, composto que tem despertado grande interesse junto dos investigadores, tem grande capacidade de captura e libertação de átomos de oxigénio, sendo peça fundamental neste método.

Graças a esta descoberta, será possível produzir grandes quantidades de combustível a partir da energia solar sem necessidade de recorrer a sistemas ou microestruturas complexas.

Apesar da ideia, os cientistas consideram que os resultados como ineficientes: o combustível líquido gerado é menos de 1% da luz do sol que entra no reactor, com a maioria da energia perdida pelas paredes do aparelho ou pelo desvio da luz solar para fora do protótipo.

A tecnologia só poderia ser aproveitada comercialmente quando a eficiência atingir 19% da luz recolhida.