Casa Solar

casa-energia-solar

A casa solar termicamente optimizada tratou-se de um projecto desenvolvido pelo Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação (INETI), pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e pela Direcção-Geral de Engenharia.

O objectivo foi desenvolver e criar, à escala real, uma casa solar com tecnologias solares passivas e activas. O edifício (uma vivenda) foi construído no Porto e projectado numa perspectiva de optimização térmica.

Ou seja, procurou-se captar e integrar o contributo de energias renováveis, com bom isolamento térmico, através da utilização dos sistemas solares passivos, que permitem um ganho de energia directo (através do uso de vãos envidraçados) e indirecto (com as paredes de trombe e as colunas de água).

O projecto foi concluído em 1990 e surgiu como um exemplo deste tipo de construção, tendo sido, durante muitos anos, laboratório de teste e ensaio para a pesquisa das energias renováveis no contexto do desenvolvimento da arquitectura bioclimática em Portugal.

Possibilitou o surgimento de metodologias, métodos e conceitos que foram, posteriormente, introduzidos na prática construtiva e no processo de concepção da regulamentação térmica dos edifícios existentes.